MENU

domingo, 30 de abril de 2017

Dois Barcos Mateus 5:1-11


Int. Jesus chega à praia para pregar e se depara com uma multidão ansiosa que o apertava e não lhe dava espaço.
Então avista dois barcos que haviam chegado de uma pescaria frustrada.
Seus proprietários estavam inquietos, preocupados e já consertando suas redes para na noite seguinte tentarem a sorte novamente.
Resultado de imagem para barco de pedro apostoloMas aquele dia reservava uma grande oportunidade pra eles, um barco seria escolhido por Jesus para fazer parte na pregação do Evangelho, como consequência seu proprietário nunca mais seria o mesmo.
A partir daquele momento iria navegar em outros mares, totalmente desconhecidos, quem estaria no controle agora era outro capitão chamado Jesus.

C.M. Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vo-lo conceda. João 15:16.
Fomos escolhidos por Deus, ele nos amou e nos escolheu com nossos defeitos, mesmo sabendo quão frágeis e inconstantes somos.
Ele nunca escolhe pela aparência, mas pelo sentimento que brota do coração.
Pedro era um cara truculento, temperamento difícil, irritado, azedo, mas seu coração era bom.
Suas atitudes demostram o que verdadeiramente esta no seu coração.

1-Emprestou sem contestar seu barco pra Jesus: Pedro estava chateado, cansado e preocupado, afinal sua pesca naquela noite tinha sido terrível.
Ele e sua família dependiam dos peixes para sobreviver, era sua fonte de renda.
Mas quando Jesus pede seu barco emprestado, ele prontamente se prontifica.
Este era o Pedrão, tinha um coração disposto a ajudar, colaborar.
Jesus procura corações assim para manifestar o seu proposito ao mundo.
Pedro não deu desculpas que estava cansado, não pediu que fosse mais tarde ou outro dia, imediatamente ele colocou seu barco a disposição do mestre.
Ele nem conhecia Jesus, ainda não tinha recebido nenhum milagre de Jesus, mas estava disposto a investir no seu ministério.
Não poucos estão dentro das Igrejas hoje em dia sendo beneficiados, recebendo milagres, vendo portas se abrindo, participando das bênçãos de Deus, e ainda assim com um coração fechado.
Sempre dando desculpas para não cooperar com Jesus em sua obra de propagação do Evangelho.
Limitando assim o proposito de Deus em suas vidas, e muitos ainda trabalhando contra, mesmo recebendo tanto.
Falam mal de sua liderança, murmuram contra dízimos e ofertas que são orientados e direcionados por Deus.
Tais pessoas jamais serão convidadas por Jesus para ir a águas mais profundas.

Disposição para o trabalho: Após a pregação Jesus convida Pedro para pescar, Pedro deixou bem claro que estava cansado. Não era pra menos, trabalhou uma noite inteira, agora já era metade da manhã.
Mesmo assim ele demostrou disposição para fazer o que Jesus o havia convidado a fazer.
Muitos têm rejeitado o convite de Jesus, mas dificilmente rejeitam um convite para uma pescaria, um jogo de bola, uma festa e etc.
Não tem cansaço, falta de tempo ou outro problema que os empeçam. Porque vale mais um dia nos teus átrios do que mil. Preferiria estar à porta da casa do meu Deus, a habitar nas tendas dos ímpios. Salmos 84:10.
O povo de Deus não se dado conta do egoísmo que muitas vezes impera em seus corações.
 Venha a nós o teu reino... Mas e vontade de Deus quando vamos dizer sim?

Prostrou-se diante de Jesus reconhecendo ser um pecador: Pedro vendo o milagre se prostra e pede a Jesus para se afastar dele.
Ele julgou não ser merecedor de estar ao lado de Jesus, percebeu o quanto era pequeno e pecador para estar diante de alguém tão especial quanto Jesus.
Tem pessoas que querem barganhar com Jesus, se não me abençoar não venho mais na Igreja!
Quem precisa de quem afinal?
Pedro fez a leitura correta da situação.
Ele era um pecador, Jesus um santo, justo e verdadeiro do qual ele Pedro não era digno de estar em sua presença.
Jesus procura estes corações humildes para que ele venha manifestar sua glória e majestade.
É por isto que muitas da época não entenderam porque Jesus foi jantar na casa de Zaqueu.
Porque Jesus foi amigo dos rejeitados, porque deu atenção para prostitutas, pecadores em geral.
É que Jesus olhava para seus corações, via o que os demais não viam a beleza da humildade que estava no interior de seus corações.
Um coração humilde pode ser trabalhado por Deus, o altivo e orgulhoso não se permite ser trabalhado.
O orgulho até mesmo finge que obedece, finge que amar, finge ler leal, mas cedo ou tarde suas atitudes revelará quem realmente ele é.

Vemos claramente a consequência de um coração sincero na vida de Pedro.
Jesus convida Pedro para ir a águas mais profundas: Diante de um coração assim, Pedro foi convidado por Jesus para ir a águas mais profundas na companhia de Jesus.
Nas águas profundas é que esta o milagre, a resposta que você procura seja para teu ministério, família, finanças e etc.
Ir a águas profundas é ter que pagar o preço, ainda que esteja cansado, pouco tempo, pouco dinheiro, mas ali esta sua resposta.
Ir às águas profundas é aprender a depender de Deus, mesmo que já tenha fracassado com o foi o caso de Pedro, mas neste mesmo lugar Jesus operou o milagre.
C. Pedro teve felicidade de ter seu barco escolhido naquela manhã, você que esta aqui hoje ou lendo esta mensagem, saiba de uma coisa; “teu barco foi escolhido” para navegar em águas profundas.
Como esta SEU CORAÇÃO?
Ainda que você tenha tido uma pescaria frustrada como a de Pedro, se disponha, aceite seu convite e navegue nestas águas porque agora ele esta junto com você neste barco.

Deus abençoe sua vida?


Pastor Luciano Silveira

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Cisternas Rotas


“Porque o meu povo fez duas maldades: a mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram cisternas, cisternas rotas que não retêm as águas”. (Jr 2.13)

Resultado de imagem para cisternas rotasInt.O profeta Jeremias viveu nos anos entre 627 e 587 a.C. Foi profeta durante quarenta anos, profetizando a Judá e as nações gentílicas. Jeremias nunca casou. Viveu no reinado de Josias, ocasião em que houve um avivamento, ainda que de pouca duração; no reinado de Zedequias, que apesar de gostar de ouvir o profeta, não colocava em prática o que ele falava; também do rei Jeoaquim que desprezava as suas palavras e inclusive tentou matá-lo. O povo de Judá estava afastando-se de Deus, este então enviou Jeremias para falar do perigo que estava incorrendo em não voltar para a fonte de águas, que é o próprio Deus. Por quarenta anos Jeremias denunciou o pecado do povo e os chamou ao arrependimento, sofrendo por isso severas privações. Foi lançado na prisão por duas vezes (Jr 37,38), foi levado forçadamente para o Egito (Jr 43), foi rejeitado por seus vizinhos (Jr 11.19-21), sua família (Jr 12.6), e pelos reis (Jr 36.23). O profeta Jeremias era rejeitado e odiando por muitos por fala a verdade em nome do senhor Deus.

C.M. O povo estava a cada dia se distanciando de Deus, suas maldades eram constantes e crescentes.
Portanto diz alerta que o povo havia cometido duas maldades: a mim me deixaram o manancial de águas vivas, e cavaram cisternas.
1- O POVO ABANDONOU O SENHOR, A FONTE DE ÁGUAS VIVAS: Deus é a fonte de água viva, nossa vida depende dele. Sem Deus você não vive. Deus é a fonte de vida abundante, Deus não é uma cisterna, mas uma fonte. Uma cisterna apenas armazena água, mas uma fonte produz água. A água corre da fonte. A fonte é inesgotável. A fonte tem água viva, água limpa, água cristalina, água que flui abundantemente. Isso é um símbolo da vida que Cristo nos oferece. Quem nele crer tem uma fonte a jorrar para a vida eterna. Quem nele crer nunca mais terá sede.
Quem bebe da água da vida que é Jesus tem sua alma saciada pela graça de Deus.
-A mulher samaritana quando bebeu desta água teve sua vida inundada pelo o amor e perdão de Jesus.
-Sentiu uma alegria da qual nunca havia sentido antes.
-Viu sua vida ganhar um novo sentido.
-Suas esperanças e sonhos se renovaram.
-Sua vida sentimental foi restaurada.
-Tornou-se uma evangelista.
O abandono a Deus começou de forma lenta, pouco a pouco.
Judá abandonou o Manancial de águas vivas. Foi uma rejeição lenta, por dias sem fim. Um esquecimento despercebido, devagar, aos poucos: cedendo um pouco aqui, um pouco ali; não falando de Deus aos filhos conforme ordenava a lei mosaica; levando um cordeiro desqualificado para o sacrifício, realizando um ritual vazio, sem sentido espiritual, apenas na aparência; esqueceram das ofertas alçadas; esqueceram dos pobres e necessitados; perderam-se na prostituição.
Tem sio assim hoje também, o abandono é lento.
Falta disposição para ir a Igreja, sobram desculpas para se justificar e etc.

2- O POVO DE DEUS CAVOU CISTERNAS ROTAS QUE NÃO RETEM AS ÁGUAS: Cisterna, vem do hebraico “bor”: lugar cavado, poço. É um termo usado 67 vezes no Antigo Testamento, e a cisterna era um lugar onde era guardada água potável. A maioria dessas cisternas eram reservatórios cobertos, escavados na terra ou na rocha, para onde escorria o excesso das águas da chuva e guardadas para serem usadas no período da seca na Palestina que abrangia entre maio e setembro. Uma cisterna seca e abandonada podia ser usada como cárcere, conforme vemos com José e com Jeremias (Gn 37.22; Jr 38.6). Por sua vez, cisternas rotas eram cisternas rachadas, que não guardavam a água e não a mantinham limpa. Qualquer viajante que se aproxima de uma cisterna rota percebe que não há água potável. Apesar de todo trabalho dos que a escavaram, foi inútil, pois não há esperança nessa cisterna para os que a procuram.
- Cisternas rotas é a maneira humana de satisfazer suas necessidades espirituais. É claro que não vai dar certo.
- Cisternas rotas falam da constante inversão de valores entre os cristãos pós modernos. O que era pecado, já não é mais. O que dantes prejudicava, agora parece fazer bem.
Resultado de imagem para cisternas rotas-Cisterna rotas é cavar, trabalho árduo e não se satisfazer. Assim é a vida de quem tenta andar sem a direção de Deus.
Muito esforço, trabalho duro e ainda assim com muita sede na alma.
O filho pródigo sai da casa do pai porque estava insatisfeito, passou a mendigar o alimento que tinha em abundancia na casa do pai.
Israel todas as vezes que abandonou a casa do pai foi parar no cativeiro ou então era saqueada pelo inimigo.
Na cisternas rotas não se toma água cristalina, toma-se lodo, podridão que fazem mal a saúde.
Eu e você somos cisternas, recipientes onde é armazenado a graça de Deus, mas o pecado nos afasta da fonte que é Deus e nos tornamos rotas, ficando apenas lama em vez de água cristalina.  

C. Até quando vamos morrer de sede, se Cristo nos oferece água que jorra para a vida eterna?
João 4:14 aquele, porém, que beber da água que Eu lhe der nunca mais terá sede. Ao contrário, a água que Eu lhe der tornar-se-á nele uma fonte de água jorrando para a vida eterna.”

Deus abençoe sua vida!


Pastor Luciano Silveira

domingo, 23 de abril de 2017

Uma Geração pra Deus, Gn. 10:1


Gn.10 1. Estas, pois, são as gerações dos filhos de Noé: Sem, Cão e Jafé, aos quais nasceram filhos depois do dilúvio.
Int. Uma geração má e corrompida viviam distantes de Deus, sem compromisso, sem regras.
Como consequência Deus se arrependeu de tê-los criados, porem um homem era diferente, vivia  no mesmo contexto social dos perversos, mas com um coração voltado pra Deus.
Este homem livrou sua casa da perdição, da maldição e destruição, porque quando a morte veio, na sua família permaneceu a vida dada por Deus.

C.M. O CAPITULO DEZ FALA DAS GERAÇÕES DE NOÉ APÓS O DILUVIO. Vemos Deus iniciando uma nova historia por meio de Noé e sua família porque eles venceram o terrível diluvio.
Como Noé consegui esta façanha?
Gênesis 6:9  Esta é a história de Noé.
Noé era um homem justo. Mostrava-se íntegro entre os seus contemporâneos. Noé andava com o verdadeiro Deus.
Num mundo violento, corrompido pelo pecado, marcado por uma geração distante de Deus, mas ele andava na contra mão do seu povo e conduziu sua família na direção de Deus também.
Hebreus 11:7  Pela fé Noé, depois de receber aviso divino de coisas ainda não vistas, mostrou temor de Deus e construiu uma arca para a salvação de sua família; e, por meio dessa fé, ele condenou o mundo e se tornou herdeiro da justiça que resulta da fé.
Mostrou-se um homem de fé e coragem.
Pela fé condenou a maneira como seus contemporâneos vivam, pela fé mesmo sendo alvo de deboche continuou firme no proposito de salvar sua família construindo a arca.
Muitos o chamaram de loucos, projetando  um barco longe da água, porque dizia ia chover quando a terra ainda não conhecia este fenômeno chamado chuva.
Hoje a sociedade também nos critica por ensinar nossos filhos a andar na presença de Deus.
Chamam-nos de caretas, fanáticos e etc.
Mas se Noé tivesse ouvido os gritos e apelações da sociedade de sua época ele e sua família também teriam sidos engolidos pelo diluvio.

Resultado de imagem para noé e a arcaDURANTE O DILUVIO A VIDA FOI EXTINTA BEM COMO SONHOS E PROJETOS PARA AQUELES QUE VIVIAM ALHEIOS A VONTADE DE DEUS. MAS PARA NOÉ FOI UMA NOVA HISTÓRIA! Hoje embora sem perceberem muitos estão sendo arrastados e destruídos por um terrível diluvio que esta destruindo suas vidas, sua famílias e projetos.
A causa disto é que as pessoas permitem que o pecado domine suas vidas, gostam de Deus mas não o amam o suficiente para abandonar o pecado e viver uma vida em obediência a sua palavra.
Não conseguem serem fieis, olham demais para as circunstâncias desfavoráveis e retrocedem diante delas.

GERAÇÕES SURGIRAM APÓS O DILUVIO. AGUENTE FIRME, CREIA NO DEUS QUE PROMETEU. Muitos desistem ante as dificuldades esquecendo assim das grandes promessas de Deus para sua vida e sua família.
O projeto da arca tinha a promessa da salvação para Noé e sua casa, mas primeiro teria que passar pelo diluvio.
Não desista porque esta com problema, siga enfrente.
Para que tudo isto fosse alcançado um preço precisou ser pago por Noé.
Noé tinha diante de si uma tarefa gigantesca. A arca seria enorme — uns 133 metros de comprimento, 22 metros de largura e 13 metros de altura. Era muito maior do que as maiores embarcações de madeira construídas até hoje. Será que Noé tentou se livrar dessa designação, reclamou de seus desafios ou alterou os detalhes para facilitar as coisas para ele? A Bíblia responde: “Noé passou a fazer segundo tudo o que Deus lhe mandara. Fez exatamente assim.” — Gên. 6:22.

 A construção durou décadas, talvez de 40 a 50 anos. Havia árvores para derrubar, toras para arrastar e vigas para cortar, moldar e encaixar. A arca teria três pavimentos, ou conveses, vários compartimentos e uma porta lateral. Também teria janelas no alto, ao longo dos quatro lados, bem como um telhado de duas águas com uma leve inclinação para que a água escorresse. — Gên. 6:14-16.
Mas vale muito apena com toda certeza.

C.M. PORQUE APÓS A TUA LUTA VOCÊ TERÁ UMA HISTÓRIA DE GRANDE SUCESSO PARA CONTAR. MAS ISTO É SÓ PARA OS CRÊEM. "se creres verás a glória de Deus".
Desta forma Noé levantou uma nova geração pra Deus.

Deus abençoe sua vida!


Pastor Luciano Silveira

PALAVRA DE VIDA