MENU

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Os argumentos de Saul



 1Sm. 13:1-23

Int. As pessoas usam desculpas para se justificarem, ou seja; para não assumirem o seu erro, ou para torna-lo menos grave quanto possível.
E argumentos em muitos casos não faltam, o problema que o erro vai continuar sendo erro, o pecado vai continuar sendo pecado e suas consequências certamente viram independente das desculpas e seus argumentos.


C.M. O rei Saul foi um privilegiado, foi o primeiro rei de Israel, ungido por Deus para ser um grande líder em Israel.
Nos primeiros anos demostrou uma grande liderança vencendo muitas batalhas, conquistando o respeito de muitos.
Porém tinha muita dificuldade no que diz respeito a obedecer às ordens divinas, isto lhe custou muito caro, custou seu reino, sua vida!
Ele estava em uma batalha difícil, os filisteus vieram aos milhares contra os israelitas, que tiveram que correr e se esconder em cavernas, cisternas, túmulos e desertos.
Samuel o profeta disse que iria ter com eles para interceder a Deus por eles, mas se demorava, e muitos dos soldados estavam desertando e indo embora.
Saul vendo toda aquela situação resolve fazer a parte do profeta Samuel, oferecer sacrifícios a Deus, mas este não era a sua função.
Quando o profeta chega pouco tempo depois, pergunta: Que fizeste? V11.
Então vêm as desculpas, seguida de fortes argumentos.
1-O povo ia se espalhando
2-Tú não veio na hora marcada
3-Os filisteus estavam se aproximando
4-Fui forçado pelas circunstâncias
Nas horas das dificuldades demostramos quem realmente somos.
Diante de suas desculpas Saul demostrou falta de fé, porque a fé vai além do que estou vendo no momento ao meu redor.
Quando as circunstancias dizem não; posso continuar porque a fé me permite ver além.
Não posso viver apenas pelo que os meus olhos naturais estão vendo, porque a fé me permite ver o milagre independente das circunstâncias ao meu redor.
O líder que Deus usa não pode apenas ser corajoso, habilidoso, ele precisa antes ser dependente de Deus.
Saul não demostrou fé e nem dependência de Deus, agiu por contra própria e como resultado perdeu o trono e pior, perdeu sua vida.
Milhares de anos se passaram dos dias de Saul até agora, mas desculpas continuam sendo usados como naquele tempo.
Quem nunca ouviu uma desculpa?
Não tenho tempo, trabalho demais, por isto não posso assumir um compromisso na igreja.
Esta chovendo, estou cansado não vou ao culto.
Não posso ser dizimista, ganhos muito pouco e tenho muitas contas para pagar.
Evangelismo isto não é para mim, é para o pastor.
O que na verdade representam estas desculpas?
Elas dizem muito a nosso respeito, dizem que o mais importante pra mim é eu estar bem, o resto fica pra depois!
Elas mostram que a obra de Deus não é prioridade, minha vida pessoal é que prioridade.
Elas mostram que não amo a Deus e sua obra como imaginava.
Elas mostram o quanto sou egoísta, que na verdade não estou disposto a sacrificar, a abrir de nada em prol do reino de Deus.

C. Saul perdeu seu reino e sua vida, as coisas que mais amava. Sua vida a partir daquele momento entrou numa decadência terrível.
Ele não tomava mais decisões direcionadas por Deus, mas suas próprias convicções que culminaram em sua destruição.
Queremos agradar a Deus e morar no céu sem nenhum sacrifício, vivendo sem depender de Deus. Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me; Mateus 16:24
Hoje em dia tem muita gente perdendo tudo porque prefere não obedecer a Deus, prefere como Saul, agir por conta própria, agir com base apenas no que seus olhos físicos estão vendo.
Mas quem quer viver uma grande vitória precisa viver na dependência de Deus.

Deus abençoe sua vida!

PALAVRA DE VIDA