MENU

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

ESGOTADO ESPIRITUALMENTE

Isaias. 64:4
 
As lutas internas e as pressões externas têm levado você a um esgotamento espiritual. Talvez você já esteja andando na reserva, com o tanque vazio. Você tem até pensado em desistir ou mesmo retroceder. Está cansado de esperar uma mudança em sua vida, em seu casamento, em sua família e sem seu trabalho e nada acontece. Quero encorajar a você a não desistir. Quando as coisas parecem estar paradas, Deus está trabalhando em seu favor, preparando
algo maior e melhor para você. Não há Deus como o nosso que trabalha para aqueles que nele esperam!

C.M. Lutas e provações marcam nossa vida terrena, que nada mais é do uma curta passagem por aqui.
Mas em todas a s situações difíceis nós podemos contar com a providencia de um Deus poderoso que nunca desampara os seus. Muitas são as aflições do justo, mas o Senhor o livra de todas. Salmos 34:19.

Para ser um vencedor é preciso:

Primeiro: Num momento de lutas e aflições é indispensável o uso da fé. Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem.
Sem esta fé não se pode agradar a Deus, no momento de lutas ela é o nosso escudo pela qual se apaga os dardos do inimigo. É pela fé que não acreditamos na sua mentira que não vai dar, pela fé nos cremos já deu certo em nome de Jesus.

Segundo: Eu preciso ter atitude de vencedor.
Um vencedor não fica para reclamando da sua situação, ou esperando que Deus venha e tome atitude por ele. Persegui os meus inimigos, e os derrotei, e nunca me tornei até que os consumisse. 2 Samuel 22:38.
Persegui os meus inimigos, e os alcancei; não voltei senão depois de os ter consumido. Salmos 18:37.
Foi assim com Davi diante de Golias, com os amigos de Daniel diante da fornalha...
Mas o justo viverá pela fé; E, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele. Hebreus 10:38.
Vencedor vai a luta por seus objetivos, não fica desanimado por causas dos problemas.
Ele vai enfrente acreditando no milagre.

Terceiro: Deus em primeiro lugar.
Diante da morte Sadraque, Mesaque e Obede-Nego não titubearam e declaram em alto e bom som, Não adoraremos a nenhum outro Deus. Dn. 3.
Em outras palavras estavam declarando pode vir fornalha, ordem do rei da babilônia, mas não abriremos mão de Deus.
Muitos querem Deus apenas para serem beneficiados, estes rapazes não se importavam com as aflições que estavam sofrendo, eles queriam era a presença deste Deus em suas vidas.
Deus foi muito mais além do eles imaginavam, entrou dentro da fornalhas acesa com eles e nenhum fio de cabelo se queimou. Não dá para servir a Deus apenas quando convém, é preciso coloca-lo em primeiro lugar de nossas vidas.
Deus trabalhou em favor deles, como resultado naquele reino todos viram eles serem honrados, o nome do todo poderoso Deus foi glorificado.

Quarto: Adoração, louvor.
Vamos parar de reclamar um pouco!
Estamos vivos, não é um grande motivo para louvar e adorar  a Deus?
O fato é que reclamamos da chuva, frio, calor e muito pouco paramos para agradecer.
Paulo e Silas quando estavam aprisionados na Macedônia tinham sido açoitados com varas e depois lançaram eles em um cárcere fedido e escuro.
A atitude deles foi em vez de reclamar, resolveram orar e adorar a Deus com muito louvor.
O livramento aconteceu de forma sobrenatural com a descida do anjo do Senhor causando um grande terremoto naquele lugar e soltados os aprisionados.

Quinto: Fidelidade.
Quanto você tem sido fiel a Deus e a teus lideres?
Não podemos ser fiel por períodos, é preciso ser fiel sempre, até a morte.
Judas por um período foi fiel, mas depois traiu seu mestre, seu fim foi muito triste.
Quer ser horando por Deus? Seja fiel em tudo.
Abraão foi fiel até o fim, não negou a Deus nem seu próprio filho, Deus o honrou em todas as coisas e nem uma de suas promessas ao seu filho Abraão falhou.

C. Deus trabalha em nosso favor, não desista do que ele tem lhe prometido, sua promessas ainda continuam de pé.
 Nada temas das coisas que hás de padecer. Eis que o diabo lançará alguns de vós na prisão, para que sejais tentados; e tereis uma tribulação de dez dias. Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida. Apocalipse 2:10.

Deus abençoe sua vida!

Pastor Luciano Silveira





quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Conhecendo a verdade

 Jo. 8:32

Int. Palavra muito forte Jesus usou em seu dialogo com os religiosos da época.
Disse que eles eram escravos, isto não foi bem recibo por nenhum deles, afinal se achavam acima da média e receber uma palavra como esta era mexer nas suas feridas.
Escravidão significa: Falta de liberdade; sujeição, dependência, submissão, servidão, escravatura.
Eles ficaram irados porque ninguém se achavam escravos  de coisa alguma.
As pessoas na sua grande maioria acham ser escravo é quando  está sujeito a um senhor, como propriedade dele.
Muitos hoje estão escravos de seus smartfhone, internet, jogos online e etc.
São pessoas viciadas como qualquer outra e precisa se libertar também, porque tudo que é em demasia acaba se tornando senhor de nossas vidas.

C.M. Jesus ao dizer que eram escravos não estavam dizendo que eles tinha um senhor sobre eles, estava falando da escravidão do sistema da época.
Precisamos entender que não precisamos de coisas para ser feliz, e sim desfrutar de uma comunhão sincera e verdadeira com Jesus.

Conhecereis a verdade e ela vos libertara: 
Aqueles homens careciam de algumas verdades crucias para uma vida de triunfo.
A primeira verdade que eu preciso saber, eu sou um pecador e preciso de Jesus.
Se eu não reconhecer a minha pequenez, o quanto preciso da ajuda de Jesus ninguém poderá fazer nada por mim.
Eu preciso reconhecer minha fraqueza, não posso ignorar meus erros e sim assumir e pedi perdão e a ajuda do todo poderoso.

A segunda verdade que eu preciso saber é que tenho que pedir ajuda: Bartimeu pediu ajuda sem nenhuma vergonha, assim também Jairo que era chefe de uma sinagoga, Nicodemus que era membro do sinédrio, a mulher do fluxo de sangue.

A terceira verdade que eu preciso saber é que somente com a ajuda de Jesus eu vou vencer. Foi com esta verdade que o centurião conseguiu  a cura para seu empregado.
Nesta verdade Pedro se apoiou para não abandonar seu mestre Jesus. Respondeu-lhe, pois, Simão Pedro: Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna. João 6:68.

A quarta verdade que eu preciso saber é que todas as coisas são possíveis para quem esta em Deus. Os espias da terra de Canaã acharam impossível conquistar a terra prometida por causa do povo forte que habitavam nela.
Sentiram-se com gafanhotos diante deles,  esqueceram –se de que a terra tinha sido prometida pelo próprio Deus.  Mas ele respondeu: As coisas que são impossíveis aos homens são possíveis a Deus. Lucas 18:27.

A quinta verdade que eu preciso saber é que Deus tem prazer em abençoar seus filhos. Se quiserdes, e obedecerdes, comereis o bem desta terra. Isaías 1:19
Jesus por onde passou abençoou pessoas trouxe vida, libertou oprimidos. E percorria Jesus toda a Galiléia, ensinando nas suas sinagogas e pregando o evangelho do reino, e curando todas as enfermidades e moléstias entre o povo. Mateus 4:23
Como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com virtude; o qual andou fazendo bem, e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com ele. Atos 10:38.

C. Os religiosos da época erraram não reconhecendo seus pecados, não reconheceram que precisavam de um salvador e não aceitando Jesus com tal.
Jesus é a verdade que precisamos para sermos totalmente libertos, ele para tal pagou um preço altíssimo com seu próprio sangue.
Podemos desfrutar de sua liberdade aceitando ele como nosso Senhor e salvador, caso contrario seremos eternos escravos.


Deus abençoe sua vida!

Pastor Luciano Silveira

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Palavras da Cruz 5

Palavra de Sofrimento – Este é um momento de grande sofrimento, Jesus foi abandonado pelo Pai. De repente ouvimos Sua voz: "Tenho sede". Por que será que o Homem Deus, Criador dos Céus e da Terra e de todas as fontes das águas, pede de beber à pobre criatura humana? O que há por trás dessa expressão? O texto completo de João 19:28 diz: “Depois, vendo Jesus que tudo já estava consumado, para se cumprir a Escritura disse: Tenho sede!” A sede que acompanhou os seus sofrimentos físicos na cruz, nos momentos finais de sua missão terrena, também cumpriu profecia do Antigo Testamento. Encontramos referências a esse respeito no livro de Salmos capítulo 69, versículo 21, e capítulo 22 versículo 15.
C.M. A fadiga que o castigava, a tristeza que sobre Ele se abateu, o calor do dia e a perda de sangue, foram, com certeza, as causas naturais da sede que Jesus sentiu. Quando na cruz do Calvário exclamou: “Tenho sede”, Jesus estava expressando sua humanidade plena. A expressão “Tenho sede!” não era uma reclamação, nem tampouco um pedido, era apenas a simples afirmação de um fato.
Na cruz Jesus sofre como homem. Ferido e desidratado, ele pede água. "Tenho sede", diz o criador do universo. Em seu andar aqui ele alimentou, curou e trouxe refrigério a muitos, mas nunca fez algo em benefício próprio. O Salmo 22 descreve este momento: "Meu vigor secou-se como um caco de barro, e a minha língua gruda no céu da boca; deixaste-me no pó, à beira da morte" (Sl 22:15).
Você consegue imaginar esta cena? Tudo o que o meu mestre precisava naquele momento era um copo de água.
Seu sofrimento era intenso, um pouco de água era de uma importância sem igual num momento como este.
No calor do verão quando chegamos em casa fadigado pelo calor intenso e tomamos um copo de água sentimos nossa um frescor sem igual.
O salmo vinte e dois descreve como estava Jesus naquele momento, simplesmente sedento!
Quando ele diz tenho sede, deram a ele vinagre, isto é; ácido acético. Ao tocar os lábios feridos de Jesus pelo o espancamento que havia sofrido, ele sofreu dores terríveis como se seus lábios estivessem queimando.
Enquanto esteve livre anunciando o reino de Deus, curando e libertando vidas, ele demostrou muita sede em aliviar as dores dos outros, sede que as pessoas entendessem o propósito de Deus para suas vidas.
Sua sede era que as pessoas aprendessem a sentir a dor dos outros, que fossem em busca dos perdidos, que fossem felizes.
Por isto Jesus a fonte da água da vida neste momento esta em grande aflição e sofrimento, sentindo muita sede, para poder saciar a nossa.
A lição óbvia que daí podemos extrair é que Ele era de carne e osso. Jesus tinha fome e sede como nós, e é por isso que pode nos compreender e pode se compadecer de nós. Hebreus 4:15-16 diz: “Porque não temos sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas... Acheguemo-nos, portanto, confiadamente, junto ao trono da graça, a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna”.

C. “Tenho sede!” foi um comovente grito daquilo que ele garantiu ao longo de todo seu ministério: “o que crê em mim, jamais terá sede” - João 6:35; “aquele que beber da água que eu lhe der, nunca mais terá sede” – João 4:14. 

Deus abençoe sua vida!

Pastor Luciano Silveira

PALAVRA DE VIDA