MENU

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

FALTA PÃO

 Rt. 1:1-5
Belém, cidade onde nasceu Jesus, significa "casa do pão". Houve um dia que faltou pão na casa do pão. Eram os dias dos juízes.
A fome é uma das experiências mais dramáticas na vida de uma pessoa. Ela produz inquietação, desespero e até mesmo a morte. Na época do profeta Eliseu, Samaria foi cercada pelos Sírios. Não entrava nem saída nada nem ninguém da cidade. O inimigo estava acampado do lado de fora. O povo de Samaria estava cercado e preso dentro dos seus muros. O pão acabou. O povo começou a passar fome. Eles tinham dinheiro, mas não tinham o que comprar. O desespero foi tão grande que as pessoas começaram a comer carne humana.
Belém de Judá também está enfrentando um tempo de fome. A terra que manava leite e mel estava agora assolada pela fome. Aquele era o tempo dos juízes. Uma época em que o povo com frequência se desviava do Senhor (Jz 21:25). Esse tempo pode ser resumido assim: prosperidade e bênção > apostasia > castigo > arrependimento > bênção > apostasia > castigo. A seca, a invasão do inimigo, a fome era um sinal de castigo de Deus sobre o povo rebelde.

C.M. Elimeleque, Noemi, Malom e Quiliom saíram de Belém e foram para Moabe, em busca de sobrevivência e ali encontraram a morte.
Tem pessoas que quando enfrenta a crise foge, foge porque é covarde ou talvez lhe falta disposição para lutar.
O que esta família encontrou longe da casa do pão? Encontraram a morte.
Da mesma forma muitos estão buscando alternativas longe de Deus e o resultado também tem sido a morte, sofrimento desnecessário, decepção e etc.

Na casa de Deus há fartura de pão, não se faz necessário buscar fora o alimento para sua alma. Jesus, pois, lhes disse: Na verdade, na verdade vos digo que, se não comerdes a carne do Filho do homem, e não beberdes o seu sangue, não tereis vida em vós mesmos Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém comer deste pão, viverá para sempre; e o pão que eu der é a minha carne, que eu darei pela vida do mundo. .João 6:53
Na parábola do filho prodigo Jesus esta ensinando justamente isto, quando saímos da casa do pão para buscarmos alimentos em outro lugar, vamos acabar como o prodigo, comendo farelo, resto.
Existem muitos por aí que estão mendigando o pão da alegria, embora possuindo muito, mas são carentes de uma vida satisfatória, precisam de muito para sentir tão pouco. A verdade é esta, só Jesus o verdadeiro encontramos o verdadeiro alimento.

Não é prudente sair da casa do pão em busca de alimento. Noemi teve que ali em Moabe enterrar seu marido e seus dois filhos. O que poderia ser mais triste do que perder sua família?
Como ela sobreviveria agora? De onde tiraria seu sustento? O que fazer em uma terra estranha e longe de sua parentela?
Sua situação era extremamente delicada, preocupante, era comum naquela época viúvas morrem de fome quando seus maridos morriam e não deixavam filhos para sustente-las.
O preço por abandonar a casa do pão às vezes é muito mais caro do estamos dispostos a pagar.
Mas há uma saída. Nosso Deus é misericordioso, tardio em irar-se, e grande em perdoar. E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra. 2 Crônicas 7:14

Você tem projetos? E este projetos não afastar você de Deus?
Você quer ser prospero? Até que ponto esta prosperidade vai ser benéfico para tua comunhão com Deus.
Você quer um bom emprego? Até que ponto este emprego vai benção para você? Porque se ele atrapalhar sua vida com Deus, não será benção. Elimeleque, Noemi, Malom e Quiliom saíram de Belém e foram para Moabe, em busca de sobrevivência e ali encontraram a morte.
Muitos tem pensado somente no trabalho e esquecido daquele que lhe chamou para fazer a boa obra. Jesus falou do valor do trabalho e se julgou um trabalhado. Meu pai trabalha até agora...
Mas também deixou muito claro que a nossa principal preocupação deve ser com o reino de Deus. Mt. 6:40-43.
Precisamos clamar àquele que tem pão com fartura. A igreja é a casa do pão. Muitas vezes os famintos procuram pão e só encontram receita de pão. Os fornos estão frios e as prateleiras vazias. Precisamos de pão. Jesus, que nasceu na casa do pão, é o Pão da vida. Precisamos nos alimentar dele!
Noemi sofreu muito, mas aprendeu uma grande lição, e já dizia o sábio que o inteligente aprende com seus erros, mas o sábio aprende com o erro dos outros.
Veja como Noemi sai da casa do pão e como ela voltou!
Assim, pois, foram-se ambas, até que chegaram a Belém; e sucedeu que, entrando elas em Belém, toda a cidade se comoveu por causa delas, e diziam: Não é esta Noemi?
Porém ela lhes dizia: Não me chameis Noemi; chamai-me Mara; porque grande amargura me tem dado o Todo-Poderoso. Cheia parti, porém vazia o Senhor me fez tornar; por que pois me chamareis Noemi? O Senhor testifica contra mim, e o Todo-Poderoso me tem feito mal. Rute 1:19-21
Quando ela voltou para casa do pão, Deus abriu uma porta através de Rute sua nora que subiu junto com ela.
C. Em comparação com o que Deus já fez e quer fazer, estamos catando farelos, enquanto ele tem para nós, um crocante pão quentinho, que acabou de sair dos fornos do céu. Ele não é Deus de migalhas e de escassez. Ele está esperando que nós o busquemos de todo o nosso coração. (2 Crônicas 7:14).
Não importa o que você precise ou o que falte em sua vida – o que você realmente precisa é de Deus. E para tê-lo, precisa estar faminto! Faça como Elias, dobre os joelhos e peça a Deus que rasgue os céus e envie chuva para que haja Pão na Casa do Pão.
E quando a benção chegar, permaneça fiel a seu Deus, a Igreja a sua família para que a benção não se torne em maldição.
Deus abençoe sua vida!

Pastor Luciano Silveira

PALAVRA DE VIDA