MENU

domingo, 9 de junho de 2013

Que amor é este?

 1Co. 13

Int. O amor que o mundo conhece é o amor de um homem por uma mulher, atração física, ato sexual, uma aventura amorosa.
Neste contexto não cabe o amor de Deus, porque o seu amor excede todo o entendimento. E conhecer o amor de Cristo, que excede todo o entendimento, para que sejais cheios de toda a plenitude de Deus. Ef. 3:19.
Quando estamos nos relacionando em um mundo totalmente mutável  um mundo não comandado por Deus e sim pelo satanás, deparamos com as pressões e angustias em nossos corações. São tantas angustias, que seria difícil cita-las todas aqui, mas esse mundo influencia para que o homem cada dia corra mais atrás de bens materiais, porque quando não conhecemos de fato e de verdade o amor de Deus, sempre existira um vazio em nossa alma que precisa ser preenchido com alguma coisa.
C.M. O amor de Deus nos da a possibilidade de salvação, Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3:16
Sem tal demonstração deste amor e Jesus morrendo na cruz, pagando o preço por nós com sua própria vida, jamais seriamos salvos.
2 Coríntios 5: 14 diz assim: "Pois o amor de Cristo nos constrange julgando nós isto, um morreu por todos, logo todos morreram".
O sonho de Deus sempre foi um, que o homem fosse livre, que o homem dependesse exclusivamente só de Deus e visse Nele o sentido de todas as coisas. O amor de Deus nos constrange, o constrangimento é aquilo que sentimos quando não merecemos algo. Quando olhamos para a cruz e ali vemos a realidade do amor do Senhor ficamos constrangidos.
Um morreu por todos, logo todos morremos. Quando você olha para a cruz, você vê a paixão de Cristo, o que levou o Senhor para a cruz foi a graça. Ele morreu por todos. Você precisa se incluir nisso, Ele morreu por você. A morte de Jesus foi substitutiva, Ele tomou o nosso lugar, Ele assumiu o nosso lugar. Jesus morreu por você e você pode tomar posse dos benefícios da morte Dele. Ele morreu para te dar vida.

O amor do Senhor descrito em I Coríntios 13 é que vai nos permitir suportar as lutas e provações que enfrentamos, a passar pelo sofrimento confiando que Deus nos ama e tem um propósito em nossa vida, a crer no impossível na vida daquele filho que ainda está preso pelas drogas, ou pelo marido que saiu de casa, a filha que está prostituindo…a esperar pela intervenção do Senhor.
 Temos que sair da posição de “pedintes” para doadores. O princípio do Reino de Deus é: “Melhor coisa é dar do que receber”… Porque Deus amou o mundo de tal maneira que DEU… Quando paramos de fazer orações baseadas em nós mesmos e em nossas próprias necessidades e nos doarmos como instrumentos de manifestação de amor e graça, vamos sentir uma diferença considerável na nossa vida com Deus.

Que amor é este? Este amor é o que nos aceita do jeito que somos, que jamais deixara caindo sem oferecer ajuda (bom samaritano). Este é o amor que nunca desiste de nós, porque dura para sempre.
Que enxerga você nomeio de uma grande multidão. (Mulher do fluxo de sangue).

C. Ele nos pede que amemos uns aos  outros assim como ele nos amou!
Você tem amado seu próximo?
E, depois de terem jantado, disse Jesus a Simão Pedro: Simão, filho de Jonas, amas-me mais do que estes? E ele respondeu: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Disse-lhe: Apascenta os meus cordeiros. Jo. 21:15
Pense nisto...
Deus abençoe sua vida!

Pastor Luciano Silveira 

PALAVRA DE VIDA