MENU

domingo, 25 de agosto de 2013

Aliança de Sangue parte 3

 Js. 23 e 24

Int. Anos depois de Israel ter entrado na terra prometida, Josué estava velho, porem muito consciente de todo o que Deus havia feito por ele e todo o povo Josué reuniu  todo os lideres de Israel e os encorajou a continuarem firmes no caminho do Senhor, e na aliança com Deus. No capitulo seguinte ele fala sobre a aliança e sua importância para segurança de toda a nação.

C.M. Algo muito importante que ele ensina no V 10 sobre a matemática da aliança.
“Um só perseguirá a mil”. Que coisa impressionante é aliança com Deus, ela nos permite coisas inimagináveis.
Josué não falou isto na empolgação, mas cheio do Espirito Santo de Deus que nos faz saltar as muralhas, que abre uma avenida no meio do mar, faz água verter da rocha. Fez Josué nesse dia aliança com o povo, e pôs-lhe um estatuto e uma ordenança em Siquém. Js. 24:25
Somente este pacto, aliança daria o direito do povo desfrutar da matemática da Aliança. Nos podemos produzir cem por um, mil por um, por causa da aliança com Deus. O menor dos homens produzirá por mil e terá a força de uma nação. Eu o Senhor, no tempo certo farei isto prontamente. Isaías 60: 22.   
Esta matemática jamais funciona sem ser precedida por uma aliança. Esta aliança faz do fraco forte, independente do número o aliançado será sempre vencedor. Davi conhecia esta estranha matemática da aliança também.
Por isto venceu como ninguém, se tornou invencível em suas batalhas, olhou para o gigante Golias e viu que a vitória que o Senhor lhe daria seria grande, pois seu adversaria era grande a vitória seria maior ainda.
Venceu todas as batalhas lutou, enquanto permaneceu firme na aliança com o Senhor. Muitas de sua experiências maravilhosas com Deus através da aliança ele transformou em cânticos para adorar ao Senhor. Por isto temos a disposição muitos salmos, a maioria deles escrito por Davi. SENHOR, como se têm multiplicado os meus adversários! São muitos os que se levantam contra mim. Muitos dizem da minha alma: Não há salvação para ele em Deus. Mas tu, SENHOR, és um escudo para mim, a minha glória e o que exalta a minha cabeça. Não terei medo de dez milhares de pessoas que se puseram contra mim ao meu redor. Sl. 3.
A bíblia esta cheia de exemplos de vitória extraordinárias por meio desta aliança com Deus. Gideão venceu com trezentos homens uma nação que não era possível contar nem sequer seus camelos, Sansão com uma queixada de jumento feriu mil homens.
Não há como explicar isto, porque milagre não se explica se vive. Não precisamos de uma resposta plausível, porque nos cremos do poder de Deus e isto nos basta.
O que eu aprendo a respeito de aliança.
-Não importa o tamanho do problema: Importa se eu tenho aliança ou não, sem aliança você é vulnerável, mas com aliança já não faz diferença se você esta em maior o menor número ou se o adversário é mais forte.
-O segredo da vitória esta na aliança: Se a falta de aliança nos deixa vulnerável, a aliança nos faz invencível.
Sua preocupação maior não deve estar na quantidade ou tamanho do adversário, e sim se tem ou não uma aliança forte com Deus que te fará forte diante dos mais variados problemas.
-Aliança com Deus produz o imaginável: Josué quando atravessou o Jordão para conquistar Jericó tinha pela frente a sua muralhas que do ponto de vista humano era intransponível. (As muralhas de Jericó mediam cerca de 10m de altura e tinham cerca de 4m de largura. Eram dois grandes muros com um espaçamento de cerca de 3m entre ambos. Eram tão grandes e imponentes que sustentavam casas transversas entre os dois muros, como a da prostituta Raabe).
Como transpor este obstáculo tão difícil para conquistar o Deus nos prometeu?
Neste caso entra a matemática da aliança, que tem aliança com Deus sempre dá um jeito porque Deus vai cumprir o que lhe prometeu por causa da aliança.
E muitas vezes o cumprimento vem da maneira mais inusitada possível!
Os muros caíram por terra através do toque das trombetas depois que eles rodearam os muros por sete dias consecutivos.
Neste período o povo da cidade ria deles, zombavam, pensando que estavam loucos.
 Mas quem tem aliança com Deus confia, sabe que Deus faz coisas que os desaliançados não entendem.
Por isto somo muitas vezes taxados de loucos, fanáticos e etc.

C. Como você tem agido diante das lutas e adversidades? Olhe para elas com tropas inimigas que vieram pata te assolar, como gigantes que precisam cair por terra. E a única maneira disto acontecer é fazendo valer a matemática da aliança.
E ai não faz diferença se você maior ou menor número. Disse, pois, Jônatas ao moço que lhe levava as armas: Vem, passemos à guarnição destes incircuncisos; porventura operará o Senhor por nós, porque para com o Senhor nenhum impedimento há de livrar com muitos ou com poucos. 1 Samuel 14:6

Deus abençoe sua vida!


Pastor Luciano Silveira

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Eu vos Envio

 Jo. 20:19-23

Int. Em uma casa, trancados a sete chaves, lá estavam os discípulos ou talvez até aquele momento ex-discipulos.
Embora já tivessem ouvidos relatos de que Jesus havia ressuscitado, eles estavam receosos, com muitas duvidas e medos.
Esta era a razão porque as portas estavam trancadas, eles estavam com medo dos judeus, afinal, mataram Jesus imagine o que não fariam com eles. Talvez fosse estes pensamentos que os perturbavam e colocavam medo neles.
Este medo paralisou aqueles homens, não sabiam o que fazer, que atitudes tomar, este medo é demoníaco.

C.M. A bíblia fala de dois medos, um benéfico, o outro demoníaco e desencorajador. O primeiro tipo de medo é o temor de Deus. Esse tipo de medo não é necessariamente um medo que significa ter medo de algo. Ao invés disso, é um temor respeitoso de Deus; uma reverência pelo Seu poder e glória. Esse tipo de medo também é um respeito adequado à Sua ira.
Temor de Deus traz consigo muitas bênçãos e benefícios. Salmo 111:10 diz: “O temor do Senhor é o princípio da sabedoria; têm bom entendimento todos os que cumprem os seus preceitos; o seu louvor subsiste para sempre”. Provérbios 1:7 diz: “O temor do Senhor é o princípio do conhecimento; mas os insensatos desprezam a sabedoria e a instrução”. Portanto, podemos ver como tanto a sabedoria quanto o conhecimento começam com o temor a Deus.
Além disso, Provérbios 19:23 diz: “O temor do Senhor encaminha para a vida; aquele que o tem ficará satisfeito, e mal nenhum o visitará”. Nesses versículos podemos ver que o temor de Deus fornece vida, segurança aos filhos, proteção do maligno, confiança e satisfação.
O segundo tipo de medo mencionado na Bíblia não é bom e deve ser desencorajado e superado. Esse é o “espírito de medo” mencionado em 2 Timóteo 1:7, onde diz: “Porque Deus não nos deu o espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação”. Podemos ver desde o início que esse tipo de medo não vem de Deus.
Para vence-lo precisamos confiar no amor de Deus que não nos deixa e nem nos desampara porque ele tem uma aliança conosco. 1João 4:18 nos diz: “No amor não há medo antes o perfeito amor lança fora o medo; porque o medo envolve castigo; e quem tem medo não está aperfeiçoado no amor”. No entanto, ninguém é perfeito, e Deus sabe disso. Por isso Ele espalhou encorajamento contra o medo por toda a Bíblia. Começando com o livro de Gênesis e continuando até o livro de Apocalipse, Deus nos diz para não temer.
Por exemplo, Isaías 41:10 nos encoraja: “não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça”. Novamente em Daniel 10:12, o anjo do Senhor encoraja a Daniel: “Então me disse: Não temas, Daniel; porque desde o primeiro dia em que aplicaste o teu coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, são ouvidas as tuas palavras, e por causa das tuas palavras eu vim”. Jesus disse no Novo Testamento: “Não temais, pois; mais valeis vós do que muitos passarinhos” (Mateus 10:31). Esses versículos se referem a muitos tipos diferentes de medo. Deus nos diz para não ter medo de ficarmos sozinhos, de sermos muito fracos, de ninguém nos escutar, e para não temer por nossas necessidades físicas. Essas admoestações estão presentes por toda a Bíblia e se referem aos vários aspectos do “espírito de medo”.

Os discípulos de Jesus precisavam reagir, porque estavam com a sensação que as portas se fecharam, que estavam sozinhos não conseguiam continuar. Nós precisamos entender algo.
Não existem portas fechadas para Jesus: Veja bem, porque Jesus não bateu na porta e esperou ser atendido por algum deles?
Porque Jesus queria mostra a eles e a nós que não existem portas fechadas para ele, se estiver fechada ele abre.
Quando Pedro estava na prisão Deus mandou um anjo que abriu a porta da prisão e as demais portas que estava diante deles até ele estivesse livre.
Quando Pulo e Silas estavam também aprisionados, um anjo desceu naquele lugar causando um terremoto de sorte as cadeias que os prendiam caíram por terras e as portas foram todas abertas.
Deus é especialista em abrir portas, E ao anjo da igreja que está em Filadélfia escreve: Isto diz o que é santo, o que é verdadeiro, o que tem a chave de Davi; o que abre, e ninguém fecha; e fecha, e ninguém abre: Apocalipse 3:7
 Esta porta que esta fechada para você, será aberta por ele tome posse e creia!

Paz Seja convosco: Saudação muito bem recebida já que talvez eles esperassem uma repreensão por parte de Jesus pela covardia deles.
Primeiro por ter abandonado Jesus quando ele foi preso pelos soldados, e agora estavam trancados em uma casa com medo.
Mas em vez de repreensão Jesus os encoraja dizendo; Paz seja convosco, ele não esta repreendendo ninguém e sim encorajando-nos a continuar sem olhar para trás e não permitir que o medo nos impeça de progredir. Ele nos oferece paz mesmo em meio a grandes e violentas tempestades das os os seus discípulos estavam atravessando naquele momento. Jesus surge naquele cenário melancólico oferecendo sua paz.

Eu também vos envio: Para que Jesus tem nos enviado? Para realizar a mesma obra que um dia ele também fora enviado por seu pai.
No Evangelho de  Lucas temos um entendimento melhor da missão de Jesus que é nossa também, afinal ele transferiu ela para nós. O Espírito do Senhor é sobre mim, Pois que me ungiu para evangelizar os pobres. Enviou-me a curar os quebrantados de coração.
A pregar liberdade aos cativos, E restauração da vista aos cegos, A pôr em liberdade os oprimidos, A anunciar o ano aceitável do Senhor .Lucas 4:18-19.
Somos enviados por Jesus para abençoarmos vidas, para ele nos abençoa com toda sorte de benção, para que sejamos abençoadores.

Soprou sobre eles: Naquele momento receberam poder do Espirito Santo para cumprir uma ordem que vira a seguir.
Lembre-se, ele já nos capacitou para vencer, para fazer o que nos tem pedido, portanto não há desculpas, precisamos agir na unção do Espirito Santo para realizar a sua obra maravilhosa que nos foi confiada.
Você esta capacitado a viver uma vida de milagre e ser um milagre para outros também.

C. O medo não pode nos parar, reaja Jesus esta conosco, nele não existe portas fechados, muralhas intransponível. Porque contigo entrei pelo meio duma tropa, com o meu Deus saltei uma muralha. Salmos 18:29
Não esqueça, você foi enviado não pelo pastor, pai mãe, ou qualquer outro, você foi enviado por Jesus, o rei dos reis e senhor dos senhores.

Deus abençoe sua vida!


Pastor Luciano Silveira

domingo, 18 de agosto de 2013

Aliança de Sangue parte 2

Gn. 19:1-22 
Int. O costume oriental de hospitalidade nos dá muitas lições de Aliança. Quando um hóspede atravessava o limiar da casa, o dono da casa entrava numa aliança de hospitalidade, tomando a responsabilidade de protegê-lo ainda que isto lhe custasse  a vida.
Enquanto isto o hóspede, o seu lado na aliança era o de respeitar as regras da casa. Concordar com as direções e se submeter ás decisões do anfitrião, do contrário esse hóspede seria amaldiçoado.
Ló tinha tomado a decisão errada de ir morar em Sodoma, mas conhecia  muito bem os princípios de uma aliança.

C.M. Anjos vieram visitar a Ló para alertar sobre  a destruição da cidade, sem saber que eram anjos Ló hospedou eles em sua casa, então começou a valer a aliança da hospitalidade.
Durante muito tempo tive dificuldade em lidar com este texto por achar que Ló não amava suas filhas porque estava disposto a entregar elas para aqueles homens cruéis para proteger seus hospedes.
Mas a aliança dos hospedes eram protegê-los  até as últimas consequências.
Esta aliança era tão forte naquela cultura que poderia custar à vida de uma família inteira, de um lado proteção, do outro a submissão. Tudo deveria ser feito para proteger a integridade do hóspede.
Você sabia que Jesus quer seu hospede?
Eis aí estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa, e cearei com ele, e ele comigo. Ap. 3:20.
Isto é um privilegio nosso.
Ao mesmo tempo em que Jesus quer nosso hospede ele também disse que é a porta. João 10:7 Tornou, pois, Jesus a dizer-lhes: Em verdade vos digo que eu sou a porta das ovelhas.
Ou seja; ao mesmo tempo em o rebemos como hospede, podemos desfrutar de sua proteção. Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda. Sl. 91:10.
Em todas as casas que Jesus entrou ela ficou marcada por sua presença. Entrou na de Zaqueu sua vida foi mudada para sempre.
Foi assim na casa de Maria, na casa de Pedro, e será assim na sua casa também.
Você esta disposto a convidar Jesus para ser seu hospede?
Dois discípulos que voltava desiludido, decepcionados, tinham desistido dos seus sonhos, encontraram-se com no caminho e convidaram ele para entrar em sua casa. ... E eles o constrangeram, dizendo: Fica conosco, porque já é tarde, e já declinou o dia. Lc.24:29-32
A partir daquele momento se levantaram e seguiram confiantes, com uma forte convicção, não estamos sozinhos, Jesus ressuscitou e esta conosco.
Há uma pressão muito grande da sociedade moderna, mídia, para deixarmos Jesus do lado de fora, sem se intrometer em nossas vidas.
Somos desafiados a criar o nosso próprio caminho, enquanto Jesus diz que ele é o caminho a verdade e a vida.
 Somos encorajados a viver aleatório a vontade de Deus, como se fossemos dono da verdade absoluta.
Mas através de uma aliança podemos desfrutar das maravilhosas bênçãos de Deus para nós e nossa casa.
Jesus como porta do aprisco das ovelhas descrito e no evangelho de João dez, ele diz que dá a vida por suas ovelhas, isto é; ele entra em uma aliança de hospitalidade conosco.
Aliança esta aonde o anfitrião precisa proteger seus hospedes mesmo que isto lhe custe à própria vida. Ele um dia que precisou dar sua vida na cruz para proteger-nos, e assegurar-nos. Mas muitos ainda hoje têm rejeitado tal proteção. “Jerusalém, Jerusalém, você, que mata os profetas e apedreja os que lhe são enviados! Quantas vezes eu quis reunir os seus filhos, como a galinha reúne os seus pintinhos debaixo das suas asas, mas vocês não quiseram! Eis que a casa de vocês ficará deserta. Eu lhes digo que vocês não me verão mais até que digam: ‘Bendito o que vem em nome do Senhor’”. Lucas 13:34-35
Jesus quer pousar em sua casa, ele esta bate em portas aqui hoje, será que vai encontrar lugar em sua vida.
No seu nascimento ninguém quis hospedá-lo, precisou nascer em uma manjedoura por falta de uma casa que lhe hospedasse.
Mas a bíblia diz que Deus não leva em conta o tempo de nossa ignorância. “Mas Deus, não tendo em conta os tempos da ignorância, anuncia agora a todos os homens, e em todo o lugar, que se arrependam” (At. 17:30).

C. Hoje convém Pousar em tua casa: Foi esta palavra que Jesus falou para Zacarias, em contrapartida Zaqueu recebeu com alegria Jesus em sua casa.
Resultado, sua vida completamente transformada pela presença de Jesus naquela casa.
Quando Deus anuncia a decima praga sobre o Egito, a proteção da família contra a morte era o sangue do cordeiro sobre os umbrais das portas.
Somente a presença de Jesus pode proteger sua casa, sua família, faça uma aliança com ele hoje.

Deus abençoe sua vida!


Pastor Luciano Silveira

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Amigos que fazem a diferença

Lc. 5:17-26

Int. O paralítico sofria do que se chama de paralisia geral ou paraplegia, este paralítico é um emblema do pecador em uma natureza morta. O Senhor Jesus trata de dois problemas grave ai: I. Espiritual (Teus pecados te são perdoados) II. Físico (Levanta-te toma tua cama) Jesus foi mais além dos sintomas (paralisia física) foi até a causa (o pecado) A raiz da desordem era o pecado. A consequência do pecado era a paralisia. Uma das mais belas historia de comunhão encontramos nesta passagem. Jesus acabava de chegar de um trabalho evangelístico pelas Sinagogas e estava em Cafarnaum.
A boa noticia para nós é que Jesus esta aqui nesta noite, na verdade já esperava ansioso por este momento, porque queria um encontro com você.

C.M. A noticia logo se espalhou que Jesus estava na cidade, em sua casa. E com isto a multidão foi rapidamente, para lá. Muitos queriam ver, tocar, conversar com este homem que contagiava as pessoas com suas palavras de vida e poder.
Muitos queriam na verdade uma cura, somente o milagre dos quais ouviam falar, muitos poucos estavam interessados no proposito que ele tinha para suas vidas.
Muitos estavam apenas interessados em seus milagres no que sua palavra, e hoje na vida de muitos não é diferente, queremos milagres e portas abertas.
No meio daquela multidão de consumistas surgiu quatro homens extraordinários, com um coração de servo de Deus.
Porque o servo de Deus tem no coração uma paixão ardente que é TRAZER HOMENS E MULHERES PARA JESUS.
Quem é servo de Deus tem paixão pelos perdidos, procuram encaminhar seus amigos e conhecidos a Cristo.
Quais foram as dificuldades que estes quatro homens encontraram?

Indiferença: No meio daquela multidão ninguém quis ceder  um espaço para aquele paralitico passavam, talvez alguns frangeram a testa, outros olharam atravessado, outros que sabem falaram: Não é problema nosso.
Mas o fato é que aqueles amigos não desistiram, porque acreditavam numa mudança, que tinha solução para vida daquele pobre homem.
A multidão: Talvez a multidão seja a falta de tempo, trabalho ou quem sabe a indiferença com os problemas alheio!
Mas aquelas homens quando se deparam com a dificuldade trataram logo de encontrar uma maneira de supera-la.

Algumas características destes homens extraordinários:
 Interesse pelos outros: Somente quem tem interesse pelos seus amigos podem numa situação como esta buscar alternativa para ajudar. Porque naquele momento talvez seria mais razoável esperar uma próxima oportunidade, um outro dia quem sabe!
Espírito de cooperação: As vezes precisamos de uma equipe, trabalhar juntos por um mesmo propósito e ideal. ada homem se dava conta da importância do outro. O êxito seria alcançado unicamente se cada um continuasse sustentando uma parte da cama. O fracasso seria inevitável se algum deles decidisse fazer algo por si mesmo, ou resolvesse não ajudar.

Fé que a única resposta é Jesus: Imagine subir no telhado, abrir um buraco, descer por uma corda aquele homem arriscando a vida do mesmo.
E se Jesus não o curasse? Os quatro homens ficariam envergonhados, pois afinal arriscaram a vida de seus amigo, fizeram algo totalmente inusitado.
Fica muito claro que eles tinham muita convicção que Jesus iria cura-lo.
E veja bem, a bíblia diz que Jesus viu a fé deles, não foi de um só, mas daqueles homens extraordinários que arriscaram muito para levar um amigo até Jesus.

C. O milagre foi maior do que eles podiam imaginar.
Jesus não somente curou sua enfermidade que até hoje para a medicina impossível, mas ofereceu salvação para aquele homem perdoando seus pecados.
Jesus começa um processo de tratamento naquele homem

1.     Espírito2.     Alma 3.    Corpo

Espírito: (Mateus 9:2) - E Jesus, vendo a fé deles, disse ao paralítico: Filho, tem bom ânimo,
1.     Jesus o chama de - Filho
2.     Jesus o encoraja - Anima-te ;
3.     Jesus esta trazendo entusiasmo para aquele homem frustrado

Alma: Mt 9.2 - perdoados te são os teus pecados.
O que mais o paralítico esperava era ser curado, mas Jesus concedeu algo muito maior , Jesus o animou, levantou a sua autoestima e agora concede – o perdão dos pecados e a salvação.

O corpo: Levanta-te toma teu leito e anda.

Deus abençoe sua vida!


Pastor Luciano Silveira

terça-feira, 13 de agosto de 2013

Aliança de Sangue parte 1

Aliança de Sangue parte 1   Gn. 17:9-27

Int. Agosto: Agosto, do latim augustus, é o oitavo mês do calendário gregoriano. É assim chamado por decreto em honra do imperador César Augusto.1 Este não queria ficar atrás de Júlio César, em honra de quem foi baptizado o mês de julho, e, portanto, quis que o "seu" mês também tivesse 31 dias. Antes dessa mudança, agosto era denominado Sextilis ou Sextil, visto que era o sexto mês no calendário de Rômulo (calendário romano).
Agosto é sempre lembrado como o mês do cachorro louco ou ainda como o mês do desgosto.
Na Argentina, por exemplo, muitas pessoas acreditavam que lavar a cabeça em agosto atraía a morte. No início das navegações, as mulheres portuguesas nunca se casavam em agosto. Isso acontecia porque esta era a época em que as expedições zarpavam em busca de novas terras. Logo, quando se casavam em agosto, as mulheres acabavam ficando sem lua-de-mel e corriam o risco de ficar viúva precocemente.
Mas você sabe quais são os porquês do repúdio a agosto? A morte de Marechal Deodoro da Fonseca, primeira presidente do Brasil. O suicídio de Getúlio Vargas, grande estadista brasileiro.  Renúncia de Jânio Quadros, outro presidente. Início da ditadura militar. A morte de Juscelino Kubitschek. Todos esses grandes momentos políticos da história do Brasil aconteceram em agosto.
Mas cremos num Deus poderoso que esta em nós, e é por nós, Se Deus é por nós, quem será contra nós? Rm. 8:21.
A aliança serve como sinal e era uma determinação obrigatória a todos os descendentes de Abraão.
Alguns objetos como roupas e joias são usados como símbolos de uma aliança.
Deus quis fazer com o próprio sangue, uma marca na carne que jamais poderia ser apagada.
Por isso a circuncisão em todo o macho, um sinal que jamais poderia ser apagado.
Deus deseja que sua aliança com o homem jamais seja apagada ou esquecida.

C.M. Quanto a ti, por causa do sangue da tua aliança, tenho feito aos teus presos sair da cova em que não há água. Voltai para o lugar forte, ó presos da esperança; também hoje anuncio que te pagarei em dobro. Z. 9:11-12

O sangue deste texto é a circuncisão do povo de Sião, este pacto foi a garantia de libertação dos seus cativos.
Deus jamais esquece de seus pactos. Há pessoas que continuam presas porque desconhecem o poder de uma aliança.
Muitos benefícios são concedidos apenas para quem tem aliança com Deus. Ele promete restituição em dobro aos aliançados.
A aliança com Deus nos coloca em lugares inimagináveis, nos capacitas a vencer lutas invencíveis.
Veja o exemplo de Davi no Vale de Elá. 1Sm. 17:26.
Davi vai levar comida para seus irmãos que estavam no campo debatalha, e ao chegar ali se depara com o exército de Israel sendo afrontado por um tal de Golias.
Israelitas e filisteus entraram num acordo, quem vencessem o duelo entre os dois de seus melhores guerreiros se tornariam senhores da nação derrotada.
Israel temeu, afinal o guerreiro deles chamado Golias Segundo a narrativa do livro de Reis,Golias era um gigante da cidade de Gate1 , e um campeão dos filisteus. Golias aumentou nas mãos de escribas e narradores, a biblia mais antiga : os rolos do mar morto (século 2 a.c) , assim como o historiador Josephus e a Septuaginta todos estes concordam que Golias possuía a altura de seis côvados e um palmo 1 (2,94 metros), mas mais tarde (935 d.c) o Codex Aleppo aumentou para seis côvados e um palmo a unica medida confiável é a primeira pois não há texto hebraico anterior a 935 d.c que coloca Golias como sendo de seis côvados e um palmo.Ainda segundo Reis,o combate que teve contra David, usava uma cota de malha de bronze que pesava 5000 ciclos 2 (57 kg). Como Davi era um rapaz ainda, provavelmente só a cota de malha de Golias já atingia seu peso. Mas Davi ainda tinha que lutar com um gigante que carregava um grande escudo para proteção e uma lança, cuja ponta de ferro pesava 600 ciclos 3 (6, kg).
Veja o que disse Davi quando vê Golias afrontando Israel! quem é pois este incircunciso filisteu, para afrontar os exércitos do Deus vivo?
Davi esta dizendo quem é este desaliançado que desafia os que tem aliança com Deus?
Davi não estava perguntando qual o tamanho de Golias, sua força, sua experiência de guerra, mas sim que este que não tem aliança com Deus pensa que é?
Quando Davi enfrentar Golias ele vai guardado por uma aliança com Deus, aliança de sangue que se chamava circuncisão.
Davi diz a ele: Então lhe respondeu Davi: Tu vens a mim com espada e com lança e com escudo; eu, porém, venho a ti em nome de Jeová dos exércitos, do Deus das tropas de Israel, as quais tens desafiado.
O gigante tinha experiência, força, lança, espada, escudo, capacete, mas Davi tinha aliança com Deus, e quem tem aliança sempre vence.
C. Jesus reafirmou conosco a aliança com seu próprio sangue; tendo cancelado o escrito de dívida que era contra nós e que constava de ordenanças, o qual nos era contrário, removeu-o inteiramente, cravando-o na cruz; e tendo despojado os principados e potestades, os exibiu abertamente, triunfando deles na mesma cruz. Cl. 2:14-15
A cruz de Cristo é o símbolo desta aliança que ele fez conosco, ali na cruz ele conquistou todas as coisas para nós.
Não queira apenas vir a igreja para um alivio dos seus problemas, venha para fazer uma aliança com Deus.
Precisamos experimentar a verdadeira vontade de Deus para nossas vidas.

Deus abençoe sua vida!


Pastor Luciano Silveira

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Jesus Água que faz viver



Jo. 4:14; Jó. 14:7-9

Int. Como é difícil lidar com as nossas impossibilidades, não é mesmo?
      Tudo aquilo que foge do nosso controle muitas vezes nos causa insegurança, medo, incertezas, frustrações.
      Queremos ter o domínio, o controle da situação. Mas a vida não é assim.

C.M. A noticia do médico, a falta de dinheiro, apesar do esforço as coisas não dão certo, família destruindo-se, falta de paz, alegria, falta algo que preencha o vazio interior.
Realmente é muito difícil lidar com situações assim, onde parece que o chão debaixo dos nossos pés sumiram.
Foi assim com Jó, apesar de ser um homem de Deus, mas o inimigo se levantou ferozmente contra ele, sua família e suas finanças.
Depois de muita luta, vontade de desistir, finalmente ele teve um encontro real e verdadeiro com Deus que mudou sua vida para sempre. Antes eu te conhecia só por ouvir falar, mas agora eu te vejo com os meus próprios olhos Jó. 42:5.

1-      Há esperança para a arvore, ainda que cortada e seu tronco morrer e envelhecer a raiz ao cheiro das águas brotará. Há esperança para você, mesmo que tudo pareça perdido ao cheiro das águas, ou seja; pela presença de Deus você se levantará e dará frutos para glória de Deus.
Deus é especialista em causas impossíveis, sabe como fazer o ninguém pode. Como está escrito: "Eu o constituí pai de muitas nações" Ele é nosso pai aos olhos de Deus, em quem creu, o Deus que dá vida aos mortos e chama à existência coisas que não existem, como se existissem. Rm. 4:17.
Ainda que ninguém creia que você será capaz, não se preocupe, Deus acredita em você, e melhor do isto, esta contigo e te ajuda na caminhada.

         2- Ao cheiro das águas brotará. ÁGUA É SIMBOLO DE VIDA, É A SUSTENTABILIDADE DO PLANETA. biblicamente é símbolo do poder de Deus.
Esta água também é o símbolo do espirito Santo, e é ele que nos sustenta, que produz em nós vida abundante. Quem era os discípulos antes do Pentecoste quando foram cheios de poder?
Apenas homens comuns que faziam coisas comuns, mais depois deste derreamento do Espirito de Deus suas vidas nunca foram comum.
Eles passaram a viver o sobrenatural de Deus em suas vidas, e também ministravam este sobrenatural na vida de outras pessoas.
*Qualquer que beber desta água jamais terá sede, então beba sem moderação desta água e tua vida nunca mais será comum.
*Porque esta água que produz vida, quebra a maldição, restaura, purifica, desmente a medicina porque é o próprio poder de Deus jorrando em nós.
A vida daquela pobre mulher foi radicalmente mudada porque ela bebeu da água da vida que esta na fonte chamada JESUS.
Na vida de Jó a benção se estendeu para todos em sua casa, na vida desta mulher foi para uma cidade inteira.
Você já pensou em ser usado por Deus para gerar vida em outras pessoas?

C. Jesus esta convidando Samaritanas aqui hoje para mudar sua história e de outras pessoas também.
Então nossas impossibilidades serão possibilidades para Deus.
Teremos a certeza de que Deus esta no controle agora, quanto a nós, não há necessidade de preocupação a não ser com o reino de Deus e a sua justiça.

Deus abençoe sua vida!

Pastor Luciano Silveira


PALAVRA DE VIDA