MENU

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Os Desafios de um Vencedor, 2Co. 13:11


2 Coríntios 13: 11. Quanto ao mais, irmãos, regozijai-vos, sede perfeitos, sede consolados, sede de um mesmo parecer, vivei em paz; e o Deus de amor e de paz será convosco.
Int. A vida é sem dúvida dura em algumas situações, não sabemos lidar com percas, na escassez ou deserto.
Reclamamos demais quando passamos pelo deserto da mesma maneira que o povo de Israel fazia.
Resultado de imagem para vencedorPor vezes reclamamos até mesmo do maná!
Queremos voltar atrás e desistir porque diante de nós esta o mar.
Duvidamos da benção quando nos deparamos com os inimigos. Também vimos ali os nefilins, isto é, os filhos de Anaque, que são descendentes dos nefilins; éramos aos nossos olhos como gafanhotos; e assim também éramos aos seus olhos. Números 13:33.
Os desafios  são na verdades imensos, mas o Deus que esta com nós é poderoso para nos fazer triunfarsobre toda e qualquer circunstâncias.

C.M. POR MAIS QUE AS CIRCUNSTÂNCIAS NOS LEVEM A TRISTEZA, SOMOS EXORTADOS A REGOZIJAR, SE ALEGRAR EM DEUS. PORQUE NOSSA ALEGRIA PROCEDE DE UM DEUS QUE FAZ MILAGRES, QUE QUEBRA CADEIAS E ABRE PORTAS. POR ESTA RAZÃO NOSSO CORAÇAO PRECISA ESTAR ALEGRE EM DEUS.
Neemias declarou que alegria do Senhor é a nossa força, portanto não podemos esmorecer mas sim nos alegrar em Deus e continuar.
Nossas dificuldades não maiores do que o nosso Deus ,por esta razão devemos nos reanimar e nos alegrar em Deus.

SOMOS DESAFIADOS A BUSCAR A PERFEIÇÃO MESMO EM UM MUNDO DE TOTAL IMPERFEIÇÕES. MAS ASSIM ERA NOS DIAS DE NOÉ, MAS DEUS ACHOU NELE UM CORAÇÃO DIFERENTE. DISPOSTO A ANDAR EM SEUS PRINCÍPIOS ELE FOI SALVO E SUA FAMÍLIA TAMBÉM.
O caos moral e ético esta instalado na sociedade que caminha para longe do proposito de Deus para sua vida.
Mesmo assim precisamos andar na direção oposta como vez Josué. Mas, se vos parece mal o servirdes ao Senhor, escolhei hoje a quem haveis de servir; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do Rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais. Porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor. Josué 24:15.
Os dias de Josué eram semelhantes aos nossos, mas ele fez a escolha certa, servir a Deus juntamente com sua família.
Nos tempo do profeta Elias o povo estava também divido e por esta razão estavam vivendo dias sombrios de miséria, morte, escassez e sequidão.
A mais de três anos já não chovia e nem orvalho caia sobre a terra.
Tem muitas pessoas vivendo nesta situação também, a falta da chuva espiritual tem trazido morte, sequidão e etc.
Mas Elias desafiou o povo a escolher a quem servir naquele dia!  E Elias se chegou a todo o povo, e disse: Até quando coxeareis entre dois pensamentos? Se o Senhor é Deus, segui-o; mas se Baal, segui-o. O povo, porém, não lhe respondeu nada. 1 Reis 18:21.
Quando o povo decidiu declarar Deus como o seu verdadeiro Deus, os céus se abriram, a chuva desceu e o milagre aconteceu.

SOMOS DESAFIADOS AINDA A SER CONSOLADOS. ORA NOSSO CONSOLADOR É O NOSSO AMIGO ESPÍRITO SANTO QUE NOS GUIA E NOS CAPACITA E NOS CONSOLA PARA CONSOLEMOS À OUTROS TAMBÉM.
Tenha o Espirito Santo como teu amigo, conselheiro e teu guia.
Tenha intimidade com ele para que ele te oriente e te mostre o caminho e a decisão certa que deve tomar.
O vencedor é aquele que ouve a voz do Espirito Santo e obedece.
Ele não é guiado por outras vozes como aconteceu com Adão e Eva.
Há muitas vozes ecoando aí fora, mas devemos ouvir e obedecer somente a doce voz do Espirito Santo.

 E AINDA SOMOS DESAFIADOS A TER O MESMO PARECER, ISTO É; UNIDADE DO CORPO DE CRISTO. TALVEZ ESTE SEJA O GRANDE DESAFIO DA IGREJA CONTEMPORÂNEA.
Satanás sabe que uma Igreja divida é uma Igreja fraca, por esta razão ele trabalha pesado para fragmenta-la.
Nenhuma entidade consegue resistir há divisão, nem mesmo o reino das trevas resiste.
Jesus deixou isto muito claro. Jesus, porém, conhecendo-lhes os pensamentos, disse-lhes: Todo reino dividido contra si mesmo é devastado; e toda cidade, ou casa, dividida contra si mesma não subsistirá. Ora, se Satanás expulsa a Satanás, está dividido contra si mesmo; como subsistirá, pois, o seu reino? Mateus 12:25,26.
Nós somos responsáveis pela unidade do corpo de Cristo, não aceite o convite do inimigo para desunir a sua Igreja.

E POR ÚLTIMO, VIVER EM PAZ. EM PAZ COM OS IRMÃOS, EM PAZ COM DEUS, EM PAZ CONSIGO MESMO. ENTÃO DESFRUTAREMOS DO AMOR E DA PAZ QUE VEM DE DEUS. ALGO QUE SÓ O POVO REDIMIDO PELO SANGUE DE JESUS ENTENDE. ALGO QUE COMO FILHOS DE DEUS DEVEMOS BUSCAR.
Não somos chamados para combater  entre nós, mas contra as forças do mal. Pois não é contra carne e sangue que temos que lutar, mas sim contra os principados, contra as potestades, conta os príncipes do mundo destas trevas, contra as hostes espirituais da iniqüidade nas regiões celestes. Efésios 6:12.
Quando amadurecemos na fé temos esta percepção e passaremos frutificar na casa do pai.
C. Vencedor não surge por acaso, vencedor tem atitudes que o fazem ser vencedor.
Quando ele é desafiado ele aceita este desafio, não recua diante das dificuldades, ele segue enfrente porque sabe que olhando para traz nunca vai conseguir avançar no seu proposito.

Deus abençoe sua vida!


Pastor Luciano Silveira.

domingo, 10 de dezembro de 2017

A Fé de Abraão, Hb. 11:8-17



-Introdução: Sabemos que Abraão é o pai da fé. Mas que fé era esta? A palavra de Deus nos diz que a fé vem pelo ouvir a Palavra de Deus (Romanos 10.17). Abraão ouvia a voz de Deus e as palavras do Senhor eram a base de sua fé. Confiado nas promessas de Deus ele direcionou toda sua vida. À medida que o Senhor falava com ele sua fé era alimentada e mais confiante se tornava.
Gostaria de ter fé como Abraão?
Vamos refletir sobre sete palavras que Deus deu a Abraão, sobre as quais firmou sua fé:

1- RENÚNCIA: “sai de tua terra” Gênesis 12.1

A primeira Palavra de Deus para Abrão foi sobre Renúncia. O Senhor o mandou sair de sua terra e do meio de sua parentela. Isso significava deixar sua área de conforto e partir para um lugar incerto aos olhos humanos, mas sob a certeza da dependência de Deus.
Foi assim que Abrão deixou a terra de Ur em busca da sua promessa. Foi preciso fé para fazer uma longa caminhada por lugares desconhecidos. A cada horizonte que olhava meditando onde seria a terra da promessa até que o Senhor lhe mostrou. Mas para ganhar uma terra que fosse de Deus, pela fé, precisou deixar sua própria terra.
Muitas pessoas querem ter mais fé, porém não estão dispostas a renunciar. Prazeres, pecados e até mesmo direitos naturais como estar entre família, no caso de Abrão, podem ser requisitados pelo Senhor para renunciarmos.
Para ter mais fé você estaria disposto a renunciar?
Renuncie o que for preciso para ter mais fé!

2- CARÁTER: “sê tu uma bênção” Gênesis 12.2
A segunda Palavra de Deus para Abrão foi sobre seu caráter. Enquanto caminhava em busca da promessa, sua personalidade precisou ser moldada. Duas vezes Abrão errou dizendo que sua esposa seria sua irmã (Gênesis 12.13-19 e 20.1-16). Por isso seu caráter precisava ser transformado por Deus.
O Senhor definiu que o caráter de Abrão deveria simplesmente ser uma bênção. Ou seja, tudo o que falar ou fizer teria que ser abençoado. Para isso deveria fugir de tudo o que não fosse bom ou proveniente do Senhor.
Para ter mais fé é preciso deixar o Senhor modificar o nosso caráter. Precisamos procurar ser imitadores de Cristo (I Coríntios 11.1) para ter um caráter abençoado “até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a varão perfeito, à medida da estatura completa de Cristo” (Efésios 4.13).
Para ter mais fé você está disposto a deixar o Senhor moldar o seu caráter?
O caráter precisa ser transformado para receber mais fé!

3- PROMESSA: “em ti serão benditas todas as famílias da terra” Gênesis 12.3
A terceira Palavra de Deus para Abrão foi uma promessa. Ele já havia renunciado sua terra em prol da que o Senhor lhe daria. Seu caráter já estava sendo forjado pelo Senhor. Agora ele já podia receber uma promessa de Deus.
O Senhor prometeu a Abrão que teria filhos e uma família abençoada. Além disso, também abençoaria todas as famílias da terra através de sua fé. Sua fé seria tão grande o suficiente para sua família e todas as outras.
Muitas vezes buscamos fé para abençoar nossas famílias apenas. Deus quis dar a Abrão a fé para abençoar todas as famílias da terra. Tales seja por querermos bênção somente para nossas casas é que não recebemos a fé necessária para vencer.
Há uma promessa do Senhor para nossas famílias, mas isso precisa ser compartilhado com outras pessoas também.
Para ter mais fé você estaria disposto a compartilhar a promessa com outras pessoas?
Receba a promessa do Senhor e abençoe todas as famílias também!

4- SONHO: “conta as estrelas” Gênesis 15.3
A quarta Palavra de Deus para Abrão foi para que sonhasse. Embora estivesse bem acordado, Deus o conduziu até fora de sua tenda e lhe mandou contar as estrelas. Enquanto contemplava o céu estrelado, os olhos espirituais de Abrão foram abertos e começou a sonhar. Imaginou uma multidão de pessoas inumerável como as constelações.
A partir daquele momento a vida de Abrão mudou muito. Um velho de noventa anos, com olhos já cansados agora, mesmo na escuridão da noite, tinha o brilho de um sonho no olhar. Foi este sonho que motivou a vida de Abrão pelo resto de sua vida.
Certa vez aprendi que ‘um homem sem um sonho é um homem morto’. Os sonhos dinamizam a vida de qualquer pessoa. Uma pessoa frustrada não consegue mais sonhar.
Se a fé é “é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não veem” (Hebreus 11.1) e se também devemos andar “por fé, e não por vista” (II Coríntios 5.7), então precisamos aprender a sonhar. Deus nos deu a mente com capacidade para imaginação para criar pensamentos e sonhos abençoados. Esta é uma maneira de alimentar a fé.
Faça como Abrão, conte estrelas. Imagine você recebendo o milagre que tanto sonha. Feche seus olhos e veja seu ente querido recebendo Jesus. A pessoa que tanto ama sendo curada ou liberta pelo poder de Deus. Enquanto oramos devemos imaginar somente isso par fortalecer nossa fé.
Para ter mais fé você tem sonhado com o que pede ao Senhor?
Sonhe a cada momento com o que você crê!

5- SANTIDADE: “anda na minha presença e sê perfeito” Gênesis 17.1
A quinta Palavra de Deus para Abrão foi sobre Santidade. Para que Deus realizasse seu propósito em sua vida, precisaria santificar sua vida totalmente ao Senhor. Sarai sua esposa não havia entendido a promessa sobrenatural de Deus e quis ajudar ao Senhor cumprir sua promessa dando filho a Abrão através de sua empregada (Gênesis 16.1-15).
Com este ato, pararam de sonhar espiritualmente para agir carnalmente. Por isso Deus precisava santificar a vida de Abrão preparando-o para receber o propósito Deus para sua vida. Esta situação embaraçosa entre Sarai e Agar era um empecilho para que a família de Abrão fosse abençoada por Deus.
Em nossas vidas também precisamos nos santificar antes de receber o milagre de Deus. Como o Senhor ordenou a Josué “santificai-vos hoje porque amanhã o Senhor fará maravilhas no meio de vós” (Josué 3.5). Deus já nos deu “toda sorte de bênçãos nas regiões celestiais” (Efésios 1.3) só falta estarmos prontos para receber. Por isso Deus quer santificar nossas vidas nos preparando para ser abençoados.
Para ter mais fé você está disposto a santificar sua vida?
Santifique-se hoje para que sua fé aumente e receba o milagre amanhã!

6- ALIANÇA: “será contigo a minha aliança” Gênesis 17.4
A sexta Palavra de Deus para Abrão é uma Aliança. Aliança é um compromisso, pacto ou contrato. Deus garantiu para Abraão que lhe daria sua promessa. Da mesma forma que Deus garantia a Abrão, ele também deveria ter compromisso com Deus.
A partir de agora o nome de Abrão foi mudado para Abraão que significa “pai de numerosas nações” (Gênesis 17.5). Para não esquecer, Deus lhe deu um novo nome e todas as vezes que seu nome Abraão fosse dito, estaria lembrando-se da promessa.
Muitas pessoas querem ser abençoadas, mas não estão dispostas a assumir o compromisso de uma Aliança com Deus. Ao nos convertermos, passamos a ter um novo nome, fazemos tudo não em nosso nome, mas no nome de Jesus. Cada cristão deve carregar neste nome a promessa de ser um servo de Cristo.
Para aumentar sua fé é preciso ter uma Aliança de compromisso com Deus e usar a autoridade do nome de Jesus como garantia da promessa (Atos 4.12).
Para ter mais fé, você está disposto a fazer uma aliança com Deus?
Deus já tem um pacto com você, basta assumir compromisso com ele!

7- ABENGAÇÃO: “toma teu filho, teu único filho” Gênesis 22.2
A sétima palavra de Deus para Abraão foi sobre Abnegação. Abnegação significa negar-se a si mesmo (Lucas 9.23), deixando vontade e prazeres em prol da soberania do Senhor.
Deus já havia dado um filho a Abraão. Isaque significa sorriso e alegria (Gênesis 21.6). De fato este filho era o maior prazer para Abraão. Deus lhe fez uma prova de fé e abnegação porque a promessa que havia feito não era de lhe dar um filho apenas, mas multidões.
Até aqui o sonho de Abraão já estava cumprido. Mas a promessa de Deus era muito maior. Para saber se Abraão estava pronto para fazer parte do propósito Divino, precisava ser provado em sua fé. Se abrisse mão de seu sonho em prol do propósito de Deus, receberia muito além do que imaginava. Abraão aceitou o desafio. Abriu mão de sua alegria (Isaque) e recebeu a felicidade completa.
Quantas vezes queremos que Deus realize apenas nosso querer, sendo que se aceitássemos a sua vontade tudo seria muito maior e melhor. Por isso Jesus disse que “se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me” (Marcos 8.34). É preciso abnegação para receber o que Deus tem para nossas vidas. Uma mão fechada não está pronta para doar e nem para receber.
Para aumentar sua fé, você estaria disposto a abrir mão de sua alegria?
A abnegação é a maior prova de fé que alguém pode enfrentar!
Aumente sua fé!
-CONCLUSÃO:
Jesus é o “autor e consumador da fé” (Hebreus 12.2). Por isso devemos pedir a Ele que nos dê a fé que precisamos, “aumenta-nos a fé” (Lucas 17.5).

Como fez Abraão, precisamos basear nossa fé nas palavras de Deus para nossos corações. Deus pode usar pessoas para falar conosco. Pode falar diretamente em cada coração. Mas fala principalmente pela leitura da Bíblia e pela Pregação do Evangelho. Quem deseja crescer na fé precisa estar sempre atento e “sede cumpridores da palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos com falsos discursos” (Tiago 1.22).

domingo, 3 de dezembro de 2017

Justificado pela Fé, Gn. 18:16-33


Int.  Abraão não foi um homem perfeito, mas Deus não busca em nós perfeição. Ele busca em nós sinceridade de coração.
Abraão errou quando mentiu que Sara era sua irmã, isto trouxe grandes prejuízos para o reino de  Abimeleque.
A presença de Abraão ali era para abençoar, Deus queria que ele fosse abençoador.
Mas o que vemos foi exatamente ao contrario, quando não obedecemos em vez de benção o que ocorre é a maldição.
Quantas vezes nós somos como Abraão neste quadro de sua vida? Em vez de benção na igreja no meio do povo Deus, somos causadores de problema? E na nossa família? No nosso trabalho? E no nosso meio social em geral? Aprendemos também que o efeito do pecado em nossas vidas não é só individual, mas também coletivo. Afeta não só as nossas vidas, mas sim também a vida dos que nos rodeiam. Gn. 12:17.
Ele ainda precisa aprender a confiar e a depender totalmente do seu Deus para ser um contador de estrelas.
Abraão errou quando deixou de confiar na promessa e fez o que Sara sua mulher lhe mandou fazer, ter um filho com Hagar porque Sara estava velha.
Isto lhe causou grande angustia no futuro porque foi uma atitude de fraqueza na vida de Abraão.
Neste momento ele nem consulta a Deus, o resultado foi frustração lá na frente.
Errou quando levou seu sobrinho Ló com ele, a ordem de Deus era para ele sair do meio da sua parentela.
Esta atitude lhe trouxe desgaste com seu sobrinho que o levou a tomar uma difícil decisão, separar de seu sobrinho.
Sempre que desobedecemos a Deus, cedo ou tarde nos arrependemos!
Mas o sábio não é o que nunca erra, e sim o sabe tirar proveito e ensinamento de seus erros e do erro dos outros.

C.M. Abraão por sua vez tinha muitas qualidades, acima de tudo tinha uma promessa de Deus.
1-Abraão tinha intimidade com Deus:  A prova disto é que Deus falou com ele diversas vezes, ele hospedou anjos em sua casa.
Falou com ele lhe chamando e fazendo uma promessa.
Falou com ele o animando para sair da tenda e começara contar as estrelas.
Falou com ele reforçando a promessa.
Falou com ele pedindo uma oferta como prova do seu amor (Isaque).
(Falou com ele aumentando as promessas de bênçãos sobre sua vida e posteridade, Estrelas do céu e a areia da praia do mar).

2-Abraão era ofertante e sabia do valor espiritual da oferta. Durante toda a sua vida ele levantou altares a Deus para ali adorar e sacrificar.
Quando Deus lhe pediu uma oferta extremamente difícil ele não negou, teve coragem, demostrou fé em Deus.
Demostrou amar a Deus acima de todas as coisas, e que Deus estava em primeiro lugar em sua vida.

Abraão foi dizimista: Trouxe o seu dizimo e depositou aos pés de Melquizedeque que era rei e sacerdote de Deus.
Ele sabia que a proteção para sua vida financeira passava por reconhecer que tudo o que tinha era dadiva de Deus, vinha do Senhor.
Quando somos dizimista estamos com este ato declarando, tudo que tenho, tudo que sou vem Deus.
Estamos dizendo que ele é a nossa proteção e a nossa prosperidade vem dele.

Abraão se importava e orava pelas as pessoas. Agora ele entendeu que ele tinha sido chamado para ser abençoado e abençoador.
Sodoma e Gomorra estavam para ser destruídos, com todos os seus moradores.
Abraão intercede pelo os justos, isto incluía seu sobrinho Ló e a sua família.
Abraão estava preocupado com vidas, algo que também Deus se preocupa ao ponto de ter dado seu filho Jesus para morrer por elas.
Abraão questiona se havia justos ali, seriam eles destruídos também?
Quem é justo senão Deus?
Mas Abraão creu em Deus, e Deus creditou sua fé como justiça (Gênesis 15.6). Esse versículo é um dos mais importantes da Bíblia, porque resume a base sobre a qual o homem pode apresentar-se como justo diante de Deus e ter um relacionamento com Ele.

A palavra “justiça”1 está relacionada à lei, moralidade e justiça. Em termos bíblicos, uma pessoa justa é uma pessoa sem culpa. Essa pessoa é perfeita ou “certa/justa” em relação à lei. Porém, se virar as páginas de sua Bíblia até Romanos 3.10, você lerá que “Não há nenhum justo, nem um sequer.”  Abraão foi infectado pelo pecado, assim como todas as pessoas desde Adão. Se examinarmos mais de perto a vida de Abraão, veremos claramente que ele estava longe de ser perfeito.

Somente Deus é perfeito! Só Ele é santo e justo! E porque Deus é santo e justo, Ele não pode tolerar ou ignorar o pecado. O pecado viola o caráter de Deus e no fim Ele terá de julgá-lo. Em outras palavras, o pecado coloca uma barreira entre Deus (que não tem pecado) e o homem (que é pecador).

A palavra “creditado” 2pode ser vista como um termo matemático ou de contabilidade. Se Deus fizesse uma auditoria da justiça de Abraão com base nos seus méritos, constataria que Abraão está em débito. Mas porque creu em Deus, Deus creditou a Abraão uma justiça que não provinha dele.

Para melhor entender esse conceito de ser “creditado como justo”, veja a história do juiz que serviu durante a grande depressão nos Estados Unidos. Certa noite trouxeram um homem a sua sala de tribunal. O homem desesperado havia sido pego roubando pão para alimentar sua família. Ao explicar a sua situação, o juiz sentiu pena do homem, mas a lei não lhe oferecia nenhuma opção. Era preciso puni-lo. A lei não faz exceções. Dez dólares ou dez dias na prisão. Em seguida, movido pela compaixão, o juiz colocou a mão no seu bolso e tirou dez dólares para pagar a multa.

O homem que tinha roubado o pão poderia ter recusado a bondade do juiz e ido para a cadeia. Mas ele não o fez. Ele dependia do fato de o juiz fazer alguma coisa por ele que não podia fazer por si mesmo. Desse modo o homem foi considerado “justo” perante a lei. Da mesma maneira, perante Deus Abraão era um homem pecaminoso (culpado, como qualquer outro homem). Mas Abraão creu em Deus. Abraão confiou em Deus para fazer por ele o que ele não podia fazer para si mesmo. E por ter confiado, Abraão foi considerado justo perante a lei.
Pois, que diz a Escritura? Creu Abraão a Deus, e isso lhe foi imputado como justiça. Romanos 4:3.

Nossa fé em Jesus nos purifica do pecado, nos justifica diante de Deus, porque ele pagou pelo nosso pecado. Romanos 8: 32Aquele que não poupou seu próprio Filho, mas o entregou por todos nós, como não nos concederá juntamente com Ele, gratuitamente, todas as demais coisas? 33Quem poderá trazer alguma acusação sobre os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica! 34Quem os condenará? Foi Cristo Jesus que morreu; e mais, Ele ressuscitou dentre os mortos e está à direita de Deus, e também intercede a nosso favor.

Sua fé fez dele um homem obediente: Não negou nem o seu próprio filho a quem ele amava mais do qualquer outra coisa.
Sua fé trouxe salvação a sua família: Ló e sua casa foram salvos porque Abraão intercedeu por eles a Deus.
Deus atendendo a suplica de Abraão enviou anjos até Sodoma para tirar Ló e sua família de lá entes que a cidade fosse destruída.

C. Nossa fé aliada a nossas atitudes nos fará contar as estrelas e também a areia da praia.
A fé não tem limite, porque Deus pode todas as coisas.
Jesus disse que por meio da fé tudo é possível, inclusive transportar montes.
O que na verdade a palavra de Deus nos ensina é que coisas maravilhosas podem acontecer  por meio de uma vida de intimidade com Deus.
E em muitas situações ficaremos com certeza impactados do Deus fará em nossas vidas.

Deus abençoe sua vida!

Pastor Luciano Silveira


quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Convidados para a Festa, Mateus: 22. 4


Mateus: 22. 4. Depois enviou outros servos, ordenando: Dizei aos convidados: Eis que tenho o meu jantar preparado; os meus bois e cevados já estão mortos, e tudo está pronto; vinde às bodas.
 Int. O CONVITE ESTA FEITO, O MELHOR DO NOSSO DEUS JÁ ESTA PRONTO. UMA MESA FARTA DO QUE HÁ DE MELHOR É O QUE DEUS TEM PREPARADO PARA NÓS. Ele deseja muito estar a mesa com cada um de nós!
Resultado de imagem para Mateus: 22. 4 convidados da festa do reiPor esta razão tudo foi preparado com muito amor, nesta mesa tem o melhor, tem o que realmente precisamos.
O rei faz questão de nossa presença, investiu um preço muito grande para que todos sejam fartos e nada lhes falte.
Nossa ausência o deixa magoado, nossa ausência mostra que não queremos comunhão com ele, que não queremos o que ele tem de melhor.

TODOS TEM A OPORTUNIDADE DE PARTICIPAR DESTA FESTA. Esta oportunidade se estende a todos.
O convite não apenas para alguns e sim para todos que estão cansados, desanimados, insatisfeitos e que desejam uma mudança de vida, não apenas um alivio imediato.
Porque vir e assentar a mesa com o rei significa estar em comunhão com ele, significa estreitar seu relacionamento com Deus.

 TODOS SÃO CHAMADOS PARA DESFRUTAR DAQUILO DEUS PREPAROU, DESDE QUE ACEITE O CONVITE DELE.
-Uma festa do mundo, na sociedade há muitas regras que os convidados precisam obedecer. Mas sabemos que, para ser convidado, é preciso corresponder a uma série de requisitos, que envolvem reputação, vestuário e comportamento. Não basta ser uma celebridade, mas é preciso respeitar as regras estabelecidas para a festa. Se alguém não segui-las, ainda que tenha sido convidado, não entra – e, quando chega a entrar, não permanece.

-São muitas as condições que devem ser apresentadas para participar das festas deste mundo. Mas, para participar da festa do Reino dos Céus, que é a maior de todas as festas, existe apenas uma exigência!
O convite é para assentar a mesa com trajes nupcial, esta é a regra.
As roupas de uma pessoa dizem muito sobre ela, mas, acima de tudo, mostram a importância que essa pessoa dá a uma determinada ocasião.
-Qual o valor que você dá para estar na presença do rei dos reis, não adianta tentar explicar em palavras, estar trajados de maneira adequada é o mais importante.
Isto significa vestes de sanidade, da obediência e do compromisso com Deus.
-Ninguém vai há uma festa com roupas remendadas, suja ou inapropriada, ser for não entra, se entrar não permanece.
-Ninguém permanece na presença de Deus desta maneira, pois o pecado provoca mancha e uma ruptura em nossas vestes nos tornando indignos de participar.
-Este traje adequado para esta festa tão importante festa também é a nossa fé. Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam. Hebreus 11:6.
Quem não crer não é digno de permanecer neste ambiente criado por Deus aos seus ilustres convidados.
Que crer valoriza, usa roupa adequadamente, é comprometido e não recusa o convite.

 JESUS VEIO PARA NOS MOSTRAR E SER O CAMINHO QUE LEVA A VIVER ESTA GRAÇA. Através de seu sangue nossas vestes se tornam adequada para esta festa. E um dos anciãos me falou, dizendo: Estes que estão vestidos de vestes brancas, quem são, e de onde vieram? E eu disse-lhe: Senhor, tu sabes. E ele disse-me: Estes são os que vieram da grande tribulação, e lavaram as suas vestes e as branquearam no sangue do Cordeiro. Por isso estão diante do trono de Deus, e o servem de dia e de noite no seu templo; e aquele que está assentado sobre o trono os cobrirá com a sua sombra. Apocalipse 7:13-15.

C. NESTA MESA SE ASSENTOU EX-ASSASSINOS, EX-PROSTITUTAS, MAUS E BONS E ETC. PORQUE TODOS ELES ACEITARAM O CONVINTE. PORTANTO DEIXARAM DE MENDINGAR O PÃO DA ALEGRIA, AGORA TINHAM UMA MESA FARTA, SUAS ALMAS SACIADAS. NESTA MESA HÁ LUGAR PARA TODOS QUE ACEITAM O CONVITE, QUE NÃO USAM DESCULPAS, QUE NÃO DEIXAM PARA DEPOIS ESTA TÃO GRANDE OPORTUNIDADE. "VINDE AMIM TODOS VÓS QUE ESTAIS CANSADOS E SOBRE CARREGADOS".

Deus abençoe sua vida!


Pastor Luciano Silveira

domingo, 26 de novembro de 2017

A PROMESSA QUE SE MULTIPLICA, Gn. 22

Int. Abraão protegeu sua oferta quando as aves de rapina tentavam contra ela, ele por sua vez as enxotava.
Somos tentando a não obedecer, a duvidar ou até mesmo falar mal da oferta.
Mas ela revela muitas coisas a respeito do nosso coração.
Mostra por exemplo se ele é avarento, egoísta ou indiferente.
Mostra quanto amamos a Deus e o levamos a sério, mostra o nível da nossa adoração.
Mostra também a fé que esta no coração.
Deus queria saber exatamente o que estava no coração de Abraão, e fazia questão que ele mesmo soubesse disto.

C.M. Quando Deus nos pede algo difícil, que atitudes tomamos?
Talvez alguns analisam os pros e contras, outros se fazem de desentendidos ou simplesmente ignoram.
Mas e quanto a Abraão, quais foram suas atitudes?

1-Abraão obedeceu: Quando Deus o chamou pelo seu nome ele disse: Eis me aqui. V. 1.
Quando ouviu a instrução de Deus ele se “levantou”.
Atitude, ele agiu em obediência, não ponderou se devia ou não, simplesmente seu coração se moveu em direção a voz de Deus.
E quanto a nós?
Deus tem chamado você para fazer algo, tem falado contigo por meio da sua palavra, da pregação.
Temos ignorado, analisamos os pros e contras ou simplesmente dizemos que é para os outros?
Ninguém conta estrelas na desobediência ou na indiferença.

2-Abraão preparou tudo, inclusive a lenha: V.2. Isto nos mostra o quanto ele levou a sério o pedido de Deus, o quanto ele levou a sério a sua oferta.
Porque ele teve o cuidado de rachar a lenha?
O lugar do sacrifício era desconhecido, talvez não tivesse arvores por ali, e Abraão queria que tudo saísse certo, conforme a vontade de Deus.
Qual o cuidado que temos em fazer o que Deus nos chamou para fazer.
Quando você tem a oportunidade de ofertar na casa de Deus você prepara com amor ou é qualquer jeito?
Lembre-se que a oferta revela muito sobre o nosso coração!
Você que é músico faz o teu melhor pra Deus?
Você que é diácono, tem cuidado bem da casa de Deus?
Líder de Célula, esta cuidando bem das pessoas que Deus enviou para sua célula?
Você líder chamado por Deus, cumpre com amor e zelo o teu chamado?
E você que ainda não se envolveu na obra de Deus, Deus chamou sua Igreja para fazer parte desta obra.
Se prepare e ouça a Deus, não use mais desculpas, não finja que não entendeu, que é para os outros.

3-Abraão ficou angustiado por três dias: Seu coração doía, sua alma estava agitada, ele estava lutando com o desejo interno de desistir e a vontade do seu coração de obedecer a Deus.
Fazer o que Deus nos chamou para fazer exige sacrifício e abnegação. E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me. Lucas 9:23.

4-Abraão manteve sua fé. O Senhor proverá, V.8. Que momento difícil!
Eles caminham lado a lado até o holocausto, Isaque não imaginava que ele era o próprio sacrifício.
Por mais que tentamos entender aquele momento para Abraão, jamais conseguiremos.
O sentimento que permeava o seu coração é indescritível, a sua vontade de abortar o projeto era imensa, mas mesmo assim ele continuou crendo.
É fácil crer em Deus quando tudo conspira ao nosso favor.
Dizemos nestes momentos que o amamos, que ele é tudo pra nós, que vamos fazer sua vontade, que jamais vamos abandona-lo.
Mas e quando o dia mal chegar, quando a noite fria chegar, quando a tempestade chegar?

Com o nascimento de Isaque Abraão voltou o seu coração para o filho da sua promessa.
Perdeu um pouco o foco de Deus em sua vida, assim como acontece com muito de nós.
Gostamos tanto da benção que recebemos de Deus que acabamos muitas vezes sem perceber colocando a benção no lugar de Deus.
Você entende agora porque Deus pediu Isaque como oferta?
Deus estava mostrando através da oferta para Abraão quem estava em primeiro em seu coração, qual era o seu foco principal.
Foi extremamente difícil para ele ter que deitar Isaque no altar, com esta atitude ele corrigiu algo que estava em sua vida.
Deus voltou a ocupar o centro de seu coração, e algo maravilho aconteceu na vida do velho Abraão.

A promessa se Multiplicou

C. Isto mesmo, agora não somente ele contaria a estrelas, mas também os grãos de areia da terra!
Logo após Abraão oferecer Isaque o Anjo bradou com grande voz.
Proveu o cordeiro para o sacrifício e aumentando a promessa sobre sua vida e sua descendência.
Te abençoarei: Bênçãos pessoais.
Multiplicarei a tua descendência com as estrela do céu e com a areia da praia: Sua descendência seria forte.
Possuirá a cidade dos seus inimigos: Seus descendentes seriam vitoriosos.
Serão benditas todas as nações da terra: Seriam abençoados e abençoadores.

Porque tudo isto acontece?
E em tua descendência serão benditas todas as nações da terra; porquanto obedeceste à minha voz.
Gênesis 22:18.
Obedecer a Deus é a chave para contar estrelas e também as areias da praia.
Nada aconteceu por acaso na vida de Abraão.
Então você quer ser próspero sem obedecer?
Quer contar estrelas ignorando o chamado de Deus para ir e pregar Jesus. E todo aquele que tiver deixado casas, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou mulher, ou filhos, ou terras, por amor de meu nome, receberá cem vezes tanto, e herdará a vida eterna. Mateus 19:29.
Não temos entendido a palavra de Deus, estamos apenas passeando na Igreja.
Deus hoje esta chamando para fora da tenda do egoísmo, da imparcialidade, da indiferença, da inercia, da avareza para contar as estrelas.
Quais atitudes vamos tomar com relação as nossas finanças, vamos continuar ignorando dizimo e oferta?
Vamos continuar ignorando o chamado de Deus, fingindo que não estamos entendendo?
Que Deus tenha misericórdia de nós e nos ajude a ser o que ele espera que sejamos.

Deus abençoe sua vida!

Pastor Luciano Silveira


PALAVRA DE VIDA